Top 5: jogos memoráveis da carreira de Tom Brady

Tom Brady comemora a histórica e icônica virada sobre os Falcons no Super Bowl LI

Será que é possível listar os cinco melhores jogos de Tom Brady? Após 22 temporadas, 7 títulos de Super Bowl e inúmeros, incontáveis recordes, Brady finalmente pendurou as chuteiras. Seus números e performances por três décadas diferentes dificilmente serão alcançados por alguém. Indiscutivelmente, Brady tem todos os argumentos para ser considerado simplesmente o maior jogador de futebol americano de todos os tempos.

Deixando um pouco de lado seus números absurdos, vamos focar em grandes momentos que definiram a histórica carreira do ‘GOAT’. De fato, se fossemos listar todas as passagens memoráveis, teríamos que escrever…alguns livros. Então aqui, teremos cinco dos principais, para não dizer melhores, jogos de Brady. Os critérios utilizados para montar esse ‘Top 5’ foram: importância, contexto e performance/números.

Ainda assim, é impossível ranquear precisamente as grandes conquistas e partidas de Brady. Afinal, é possível dividir a carreira dele em três e você ainda teria três currículos dignos de Hall da Fama.

Observação: esta é uma opinião pessoal de um redator que conheceu e se apaixonou pela NFL através de Tom Brady e dos Patriots em 2006.

5) ‘Nós estamos a caminho de Cincinnati’ – derrota para os Chiefs na temporada de 2014

Este jogo é memorável porque aconteceu uma semana depois não apenas de uma das piores performances de Brady em anos, mas em meio a rumores de que talvez Brady, na época com 37 anos, finalmente estivesse ‘no fim do túnel’.

Na semana anterior, os Patriots foram amassados pelos Chiefs, por 41 a 14, em um dia em que Brady teve duas interceptações, incluindo uma pick-six, e passes desconexos, fora do alvo o suficiente para que alguns começassem a questionar se ele estava acabado.

Após o jogo, o técnico Bill Belichick foi surpreendentemente perguntado se ele iria “avaliar a posição de quarterback”. Com o jogo contra os Chiefs já perdido, ele colocou o então backup de Brady, Jimmy Garoppolo, em campo e o viu liderar uma campanha para um touchdown no ‘garbage time’.

Então, Belichick foi bombardeado com questões sobre uma possível mudança na posição mais importante do esporte e ele repetidamente apenas afirmou: “We’re on to Cincinnati” (“nós estamos a caminho de Cincinnati”). Os Bengals, invictos na temporada, foram derrotados na semana 5 por 43 a 17 pelos Patriots com uma performance brilhante de Brady.

Daí em diante, o GOAT obviamente seguiu no comando ofensivo da equipe e conquistou mais 9 vitórias nos próximos 11 jogos. Nos playoffs, New England seguiu com tudo até o Super Bowl, onde a equipe se deparou com a temida ‘Legion of Boom’ do Seattle Seahawks. Contra a melhor defesa da NFL, Brady, que teve quatro touchdowns – dois no último quarto – e 328 jardas orquestrou uma virada histórica, selada com a icônica interceptação de Malcolm Butler na linha de uma jarda.

Dez anos após o seu último título de Super Bowl, Brady e os Patriots se tornavam tetracampeões da NFL, em um ano que começou com questionamentos sobre a franquia e o ‘acabado’ quarterback.

4) ‘Tuck Rule Game’ – vitória contra os Raiders no Divisional da AFC de 2001

Em sua primeira partida de playoffs na carreira, Brady deu uma prévia do que se tornaria rotina durante sua longeva carreira. O rival era o forte Oakland Raiders de Rich Gannon, Charles Woodson – ex-companheiro de Brady na universidade de Michigan e do maior WR de todos os tempos, Jerry Rice. O antigo ‘Foxboro Stadium’, em sua última temporada como casa dos Patriots, estava completamente tomado por neve durante todo o confronto.

Perdendo o jogo por 13 a 10 com menos de dois minutos restantes, Brady foi pressionado no pocket e Woodson derrubou a bola de suas mãos. Os Raiders recuperaram o fumble e comemoraram o triunfo, apenas para verem a decisão ser revertida no replay pelo árbitro Walt Coleman por causa da obscura ‘Tuck Rule’.

A polêmica regra, posteriormente abolida da NFL em 2013, explicava que, caso o QB estivesse segurando a bola para fazer um passe para a frente, qualquer movimento intencional para frente que seu braço fizesse será considerado o início de um passe. Assim, a arbitragem que Brady estava passando a bola, anulando o fumble.

Então, com a bola novamente, Brady encontrou David Patten na jogada seguinte para um passe de 13 jardas, armando um difícil field goal de empate para Adam Vinatieri. Na prorrogação, Brady completou oito passes seguidos para posicionar Vinatieri para field goal da vitória que lançou Brady e os Patriots a caminho de seu primeiro título do Super Bowl.

3) ‘De volta pra casa’ – vitória com os Buccaneers sobre os Patriots na temporada 2021

Um ano após chocar o mundo e deixar o New England Patriots, Tom Brady voltou para casa. Com seu sétimo anel de Super Bowl, Brady foi recepcionado com muita emoção e carinho pela torcida no Gillete Stadium. Uma atmosfera de ‘Super Bowl’ tomou a casa dos Pats. Esta foi a primeira e única vez em que ele atuou no estádio como visitante. E, como os torcedores dos Pats bem sabem e se acostumaram a ver por décadas…Brady entrou lá e fez o seu papel: sair com a vitória.

O confronto foi emocionante e teve Tom comandando mais uma campanha vitoriosa no quarto final. Perdendo por um ponto e sofrendo com uma defesa de New England que parecia saber tudo o que Brady faria, o camisa 12 marchou pelo campo e posicionou Ryan Succop para o field goal da virada. Os Patriots ainda viram um chute de Nick Folk de 56 jardas bater caprichosamente na trave, selando a vitória dos Buccaneers e de Brady.

A performance estatística do GOAT não foi nem de perto ‘espetacular’. Mas isto passa longe do significado deste jogo. Era Brady contra o seu mentor, Bill Belichick. E ambos deram o melhor que podiam para vencer esta verdadeira batalha. No final, o pupilo levou a melhor sobre seu mestre.

Com sofrimento, com emoção, fazendo ‘o suficiente’ para triunfar. Assim como fez por toda sua carreira em New England. Definitivamente, uma despedida perfeita do lugar em que ele chamou de casa por duas décadas.

2) ‘O 7º Super Bowl’ – vitória no Super Bowl LV em seu primeiro ano com os Buccaneers

Durante grande parte da primeira temporada regular de Brady em Tampa Bay, os Buccaneers não pareciam muito promissores – pelo menos o suficiente para chegarem ao Super Bowl. Eles começaram o ano com um retrospecto de 7-5, não conseguindo vencer seus principais adversários. Então, eles venceram seus últimos quatro jogos da temporada regular, o que os levou aos playoffs como Wild Card.

Brady ‘virou a chave’ e mostrou que nunca se deve duvidar do maior de todos os tempos. Ele superou o Washington Football Team, derrubou o New Orleans Saints de Drew Brees – seu principal carrasco na temporada regular de 2020 – e chocou o Green Bay Packers no Lambeau Field em sua rota para o Super Bowl LV.

Enfrentando Patrick Mahomes e os Chiefs, os Buccaneers voltaram a ser os ‘azarões’. Isso não importava, no entanto, já que Tampa Bay jogou seu melhor jogo da temporada em uma goleada de 31 a 9. Brady foi frio e preciso, como sempre, lançando três touchdowns a caminho de vencer o MVP do Super Bowl pela quinta vez. O triunfo deu a ele seu sétimo Super Bowl, mais do que qualquer FRANQUIA já ganhou na história da NFL.

1) ’28 x 3′ – maior virada de todos os tempos no Super Bowl LI contra o Atlanta Falcons

De certa forma, este pode ser apontado como o jogo que ‘define’ Tom Brady e sua carreira. Com as costas contra a parede, liderando uma virada no principal palco do esporte, contra toda e qualquer probabilidade. Algo nunca antes visto e que, provavelmente, nunca será repitido.

No jogo, Brady teve um primeiro tempo horrível que incluiu uma pick-six, mas nos 17 minutos finais e nos quatro minutos da prorrogação ele acertou 21 de 28 passes para 246 jardas, um passe para touchdown e um arremesso de conversão de dois pontos.

Atrás do Atlanta Falcons por 25 pontos com pouco mais de 17 minutos por jogar, as chances de vitória do New England eram menores que 3%. No maior buraco em que ele já se encontrou em sua carreira, ele arquitetou a maior virada na história do Super Bowl. Foram 25 pontos consecutivos e uma campanha impecável de empate de 91 jardas no último quarto.

Nesta icônica campanha, Brady liderou os Pats com 10 jogadas ‘metódicas’ para empatar o jogo com apenas 57 segundos restantes. Talvez o grande lance desta vitória tenha ocorrida nesta campanha, quando Julian Edelman realizou uma mágica recepção após um passe desviado no meio do campo.

New England então ganhou o cara ou coroa e começou com a bola na prorrogação. Ali, todos nós que já vimos os milagres de Brady por anos e anos, já sabíamos o vencedor daquele Super Bowl. Os Falcons estavam acabados e veriam, sem a chance de tocar na bola, o drive final da partida.

No overtime, Brady completou cinco passes seguidos e, em seguida, lançou um passe para Martellus Bennett sofrer uma interferência na end zone, o que colocou a bola na linha de duas jardas. Então, James White finalizou a partida com uma corrida para o lado direito. Brady e os Patriots chegaram ao seu quinto Super Bowl. Para Tom, este foi seu quarto MVP da grande final.

    Matheus Puk

    Ex-estudante de jornalismo, Matheus escreve sobre suas maiores paixões: os esportes americanos.

    Odds Shark Ad Bottom