Rams vencem Bengals no Super Bowl 56 com virada nos minutos finais

Com uma virada sensacional nos últimos minutos, os Rams se sagraram campeões do Super Bowl 56! (Reprodução/Rams)

Viradas, surpresas e um final de jogo espetacular! Assim, foi o Super Bowl 56, que teve o Los Angeles Rams como grande vencedor! Em uma batalha emocionante realizada neste domingo (13), os Rams superaram o Cincinnati Bengals por 23 a 20, conquistando o Super Bowl LVI – se tornando a segunda equipe, pelo segundo ano consecutivo, a levantar o Troféu Vince Lombardi em seu próprio estádio!

Conforme o prometido, o duelo proporcionou muita emoção e equilíbrio desde o primeiro ao último lance. Primeiramente, os Rams começaram com o domínio do jogo. Depois, os Bengals tomaram a frente, mas não conseguiram manter sua liderança. Isto porque, nos minutos finais, Matthew Stafford orquestrou uma sensacional campanha para virar o jogo e levar o título para os Rams.

No comando ofensivo dos campeões, Stafford completou 26 de 40 passes para 283 jardas, três touchdowns e duas interceptações. Seu principal alvo foi o MVP do Super Bowl, Cooper Kupp. O camisa 10 coroou sua brilhante temporada com 8 recepções, 92 jardas e dois TDs. Metade dessas recepções – incluindo uma pontuação – vieram na campanha final dos Rams. Além disso, Aaron Donald também foi brilhante, com 2 sacks e uma performance avassaladora no quarto final do duelo.

Por outro lado, Joe Burrow fez o melhor que pôde na grande decisão, acertando 22 de suas 33 tentativas para 263 jardas e uma pontuação. Ele foi extremamente pressionado, principalmente no último quarto. Outros que brilharam foram Tee Higgins (4 recepções, 100 jardas, 2 TDs) e os defensores Jessie Bates e Chidobe Awuzie, cada um com uma interceptação.

Veja também:

Rams saem na frente e comandam primeiro quarto com touchdown de OBJ

O primeiro grande momento do Super Bowl 56 veio na segunda posse ofensiva dos Rams. Após uma parada defensiva em um 4th down no meio do campo, Los Angeles abriu o placar da grande final. Em uma situação de 3ª descida, Matthew Stafford lançou uma bela bola para Odell Beckham Jr., no mano a mano, receber com tranquilidade para o touchdown.

A resposta dos Bengals veio ainda no quarto inicial. Depois de uma maravilhosa conexão de 46 jardas de Joe Burrow para Ja’marr Chase, a equipe flertou com o empate, mas acabou com um field goal curto de Evan McPherson, deixando o placar em 7 a 3 para os Rams ao final dos primeiros 15 minutos.

Com ‘gracinha’ de Joe Mixon, Bengals reagem e saem com apenas três pontos de desvantagem no primeiro tempo

Pouco depois, os Rams ampliaram ainda mais sua vantagem. Na beira da end zone, a defesa dos Bengals ‘caiu’ em um belo play-action de Stafford e cometeu um erro capital: deixou Cooper Kupp livre. Então o camisa 9 lançou com tranquilidade para o seu alvo favorito anotar pontuar (13 a 3).

No entanto, Cincinnati não se assustou com a desvantagem. Uma bela campanha de mais de sete minutos foi coroada com um belo touchdown. Na cara do gol, o running back Joe Mixon recebeu a bola e surpreendeu, enganando toda a defesa dos Rams ao lançar a bola para Tee Higgins no fundo da end zone em uma linda trick-play dos Bengals (13 a 10).

Posteriormente, Stafford forçou um passe longo para Van Jefferson e foi interceptado. Porém, os Bengals não conseguiram se aproveitar do turnover. Desta forma, as equipes partiram para o intervalo com o placar em 13 a 10 a favor do Los Angeles Rams.

>> VEJA TODOS OS VENCEDORES DO NFL HONORS 2021

Bengals voltam com tudo do intervalo e viram o Super Bowl 56

Após um show do intervalo digno de Super Bowl, os Bengals tomaram a liderança e o momento da partida. Na primeira jogada de scrimmage da etapa, Burrow ousou lançando em profundidade para Higgins, que agarrou a bola, se livrando da marcação de Jalen Ramsey – com uma boa dose de contato ignorado pela arbitragem – e partiu livre para o TD de 75 jardas.

Em seguida, Stafford foi interceptado mais uma vez. Desta vez, seu passe foi perfeito, nas mãos de Ben Skowronek, que substituía o lesionado Odell Beckham. Porém, Skowronek ‘droppou’ o passe nas mãos do defensor adversário. Depois disso, mais três pontos foram somados por Cincy, graças a mais um field goal perfeito de McPherson.

Logo após, Los Angeles conseguiu diminuir sua primeira desvantagem da partida com um field goal preciso de Matt Gay. Enquanto isso, a questão sobre o retorno de OBJ ao confronto tinha uma resposta: com uma lesão no joelho, o astro estava oficialmente fora do jogo. Desse modo, a grande final partiu para o seu quarto final.

Stafford e Kupp brilham nos minutos finais, Rams viram o jogo e conquistam o Super Bowl 56

O início do período decisivo foi nervoso. Enquanto os Rams insistiam em seu jogo terrestre nulo, Burrow sofria com o violento pass-rush rival. Assim, ambos ataques pareciam ‘travados’ no começo do último quarto.

Finalmente, na 15ª jogada de uma longa campanha, Los Angeles virou o jogo. Em várias situações do drive, Kupp foi crucial. Na ‘cara do gol’, a defesa de Cincinnati cometeu faltas claras e foi penalizada por isso. Com pouco mais de um minuto no relógio, Stafford buscou Kupp e ele recebeu a bola para o touchdown, colocando os Rams na frente do placar.

Com a chance de fazer historia, os Bengals falharam. Em um 4th down para apenas uma jarda, Aaron Donald brilhou, batendo a linha ofensiva e chegando até Burrow, que não conseguiu completar o passe. Assim, o Los Angeles Rams conquistou seu segundo Super Bowl na história, batendo o Cincinnati Bengals por 23 a 20.

    Matheus Puk

    Ex-estudante de jornalismo, Matheus escreve sobre suas maiores paixões: os esportes americanos.

    Odds Shark Ad Bottom