Prévia do Super Bowl 56 entre Los Angeles Rams e Cincinnati Bengals

prévia-bengals-rams-super-bowl-56

A prévia do Super Bowl 56 entre Los Angeles Rams e Cincinnati Bengals está no ar! Após muito conteúdo ao longo das últimas duas semanas, chegou a hora da verdade: quem será o campeão na final deste domingo (13)? A promessa é de um jogo incrível entre duas equipes recheadas de jogadores talentosos em campo no SoFi Stadium – a casa dos LA Rams. Los Angeles confirma o favoritismo com grandes atuações de Matthew Stafford e Aaron Donald? Ou a zebra de Cincinnati vai chocar o mundo mais uma vez sob a batuta do jovem Joe Burrow? Veja a prévia final do Super Bowl 56 entre Rams e Bengals na Califórnia.

Super Bowl 56 – Cincinnati Bengals x Los Angeles Rams
Data:
 13 de fevereiro de 2021
Hora: 20h30 (de Brasília)
Local: SoFi Stadium, em Los Angeles
Onde assistir: ESPN, Star+, Rede TV e NFL Game Pass

As últimas do Super Bowl 56:

Quando a temporada 2021 começou, o Cincinnati Bengals não era, nem de longe, candidato ao título: o antepenúltimo na lista de favoritos ao Super Bowl nas casas de aposta. Alguns meses depois, o time de Zac Taylor está a uma partida de levantar o Troféu Vince Lombardi no dia 13 de fevereiro. A equipe que muitos projetavam como promissora no futuro deu frutos já no presente: apoiada no talento dos jovens Joe Burrow e Ja’Marr Chase e uma defesa que encaixou no momento certo.

Muito do ‘conto da Cinderela’ deve ser creditado ao talento do jovem quarterback – principal peça no renascimento da equipe nesta temporada. Após romper o ACL no ano passado, Burrow se recuperou antes do esperado e foi um monstro na temporada regular: 34 touchdowns, 14 interceptações e liderou a NFL com 8.9 jardas por tentativa de passe 70.4 de porcentagem de passes completos. A chegada do calouro Ja’Marr Chase, ex-companheiro em LSU, elevou ainda mais o jogo do quarterback de patamar.

>>Confira a campanha completa dos Bengals

Do outro lado, há um time que já vinha batendo na trave e resolveu arriscar alto para chegar ao topo. Após várias temporadas no ‘quase’, com Jared Goff no comando do ataque, o Los Angeles Rams foi para o ‘tudo ou nada’ em 2021 – trazendo Matthew Stafford em uma troca ousada com os Lions. Deu muito certo: o veterano encaixou rapidamente no esquema de Sean McVay e levou a equipe ao Super Bowl logo em sua primeira temporada. O time seguiu no modo ‘all-in’ ao longo da temporada e foi buscar dois All-Pros que não viviam grande momento em suas equipes: o DE Von Miller e o WR Odell Beckham Jr.

>>Confira a campanha completa dos Rams

As duas equipes não ostentaram números espetaculares ao longo a temporada regular e foram consideradas zebras em suas respectivas conferências: tanto Rams como Bengals chegaram aos playoffs com o ‘seed 4’, ou seja, foram os piores dos quatro campeões de divisão. Curiosamente, Los Angeles e Cincinnati anotaram o mesmo número de pontos ao longo do ano, 460, e nenhuma delas teve uma defesa dentro do top 10 (Rams 15º e Bengals 17º).

Este é o confronto de duas franquias com um histórico pouco vitorioso em termos de Super Bowl. O Cincinnati Bengals jamais foi campeão na NFL: a equipe chegou duas vezes na grande final, mas em ambas perdeu para o San Francisco 49ers de Joe Montana. Já os Rams jogaram quatro Super Bowls, inclusive um há três anos, mas venceram apenas em uma oportunidade: um show do “The Greatest Show on Turf” na decisão contra os Titans na temporada de 1999.

Será que o talento do Los Angeles Rams vai prevalecer? Ou a garra do embalado e jovem elenco do Cincinnati Bengals vai brilhar novamente? Veja a prévia de Bengals e Rams no Super Bowl 56!

>> VEJA O GUIA COMPLETO DO SUPER BOWL 56 COM TODOS OS TEXTOS JÁ FEITOS

Últimos confrontos entre Rams e Bengals

As equipes se encontraram 14 vezes na história da NFL e Cincinnati possui uma ligeira vantagem: oito vitórias contra seis dos Rams. Este é o primeiro encontro das equipes nos playoffs – obviamente por pertencerem a conferências diferentes.

O último encontro dos times foi em 27 de outubro de 2019 no estádio de Wembley, em Londres. Los Angeles venceu os Bengals por 24 a 10, mas as peças eram bem diferentes. Andy Dalton pouco fez em seu último ano no comando do ataque de Cincinnati; Já Jared Goff brilhou apoiado no talento de Cooper Kupp: o WR teve 220 jardas e um TD em sete recepções.

>> Confira a ordem inicial dos Draft 2022 e as posições carentes das primeiras 28 equipes

Chave para a vitória dos Rams

Quando se conta com um quarterback do calibre de Matthew Stafford e o talento do imparável Cooper Kupp, é perfeitamente compreensível deixar o jogo corrido em segundo plano. Agora, será muito mais difícil a missão dos Rams se a equipe não estabelecer o jogo terrestre.

Após levar um baile de Patrick Mahomes na primeira etapa da final da AFC, os Bengals ajustaram a marcação: pressionou o QB com apenas três homens e trouxe oito jogadores na cobertura. O esquema funcionou muito bem e pode ser repetido para brecar o talentoso corpo de recebedores.

Neste contexto, será vital que a dupla Cam Akers e Sony Michel aproveite os espaços dados e castigue pelo chão – mantendo a defesa rival ‘honesta’. Com a ameaça da corrida, Stafford terá menos pressão e várias oportunidades de passes longos no play-action.

Na defesa, é óbvio ressaltar o forte pass-rush diante de uma linha ofensiva que cedeu assustadores 51 sacks na temporada regular e mais 12 nos playoffs. Agora, como fazer isso? O mapa da mina está no elo mais fraco da linha: o RT Isaiah Prince. Não se surpreenda com Aaron Donald migrando para o lado direito e atacando ao lado de Von Miller em algumas jogadas – algo já visto anteriormente. Agora, além de pressionar, é preciso também forçar turnovers – coisa que os Titans não conseguiram.

Chave para a vitória dos Bengals

Ofensivamente, é bem óbvio que os Bengals não chegarão a lugar nenhum sem um jogo muito acima da média de Joe Burrow. Agora, será vital que o plano de jogo o coloque em situações para soltar a bola o mais rápido possível – assim como foi na segunda etapa contra os Chiefs na final da AFC. Afinal de contas, é utopia pensar que a linha ofensiva capenga conseguirá conter Aaron Donald tempo suficiente para passes mais longos.

Os Rams foram o quatro time que mais cedeu jardas para wide receivers na temporada, portanto, espere boas atuações do forte trio de Cincinnati. Como Jalen Ramsey deve realizar marcação individual em Ja’Marr Chase o jogo todo, um nome em particular para ser explorado é o subestimado Tee Higgins em um matchup bem favorável contra Darious Williams.

O Cincinnati sabe muito bem anotar pontos, portanto, a conquista do Super Bowl 56 passará pela capacidade da defesa dos Bengals de segurar o rival. Esse grupo cedeu apenas duas jogadas de mais e 20 jardas contra os Chiefs e manteve Tyreek Hill abaixo das 80 jardas nos dois jogos contra os Chiefs. Será vital que o grupo faça um trabalho similar contra Cooper Kupp no domingo.

Outro fator que foi essencial para os Bengals chegarem até aqui foi o diferencial de turnovers: Cincinnati é o time que mais roubou bolas nesta pós-temporada. Do outro lado, há um Matthew Stafford que liderou a liga em interceptações (17) e cometeu nove turnovers nos últimos seis jogos. Será muito difícil vencer sem, pelo menos, uma roubada de bola no SoFi Stadium.

COMO APOSTAR EM RAMS X BENGALS SEGUNDO O ODDS SHARK:

  • Vencedor: (R$1,55) Los Angeles Rams x Los Angeles Rams (R$2,65)
  • Spread: (R$1,91) Los Angeles Rams -4 x Los Angeles Rams +4 (R$1,91)
  • Over/Under: Mais de 48 pontos (R$1,91) e menos de 48 pontos (R$1,91)
This image has an empty alt attribute; its file name is previs%C3%A3o-oddsshark.jpg

Rams x Bengals: quem vence o Super Bowl 56?

Chegou a hora da verdade! Quem será o grande campeão da NFL no Super Bowl 56? Embora os Rams levem vantagem em vários matchups taticamente, vale sempre lembrar que vence a equipe que consegue manter a regularidade ao longo de toda a partida (o torcedor do San Francisco 49ers lembra muito bem disso no Super Bowl 54). Se levar isso em conta, vale demais ficar de olho na zebra dando o ar da graça no SoFi Stadium.

O Cincinnati Bengals já mostrou em vários momentos que é um time de segunda etapa: a defesa consegue fazer ajustes cruciais na volta do intervalo, o kicker Evan McPhearson vem decidindo nos minutos finais e Joe Burrow já virou vários jogos nesta temporada – inclusive na decisão da AFC contra os Chiefs. Do outro lado, há o oposto: um LA Rams que começa bem, mas mostra uma dificuldade absurda de ‘fechar partidas’ – dando ‘tiros no pé’ de várias maneiras diferentes: turnovers, desatenção nas coberturas, perda de intensidade e foco, etc…

Los Angeles vai para o intervalo na frente, mas Cincinnati vai arquitetar uma boa virada e vencer o Super Bowl 56 no SoFi Stadium.

Palpite: Los angeles Rams 20 x 23 Cincinnati Bengals

DICA DE APOSTA ODDS SHARK: VITÓRIA DO CINCINNATI BENGALS PAGANDO R$2,70 A CADA REAL APOSTADO.

Veja também

Mock Draft 2022 do Última Jarda

Aaron Rodgers renova contrato com os Packers por 4 anos e R$ 1 bilhão

O site Endzone Brasil agora é Última Jarda! Seja muito bem-vindo!

Super Bowl 56 AO VIVO: siga Rams x Bengals em TEMPO REAL

Prévia do Super Bowl 56 entre Los Angeles Rams e Cincinnati Bengals

Super Bowl 56: dia, horário e tudo que precisa saber de Bengals x Rams

Chaves para a vitória dos Rams no Super Bowl 56

A campanha do Los Angeles Rams até o Super Bowl 56

A campanha do Cincinnati Bengals até o Super Bowl 56

Rams tem um Super Bowl em quatro finais; relembre os duelos

Bengals nunca venceram o Super Bowl; relembre as duas derrotas na final

Kupp x Chase: um dos grandes ‘duelos pessoais’ do Super Bowl 56

Top 5: jogos memoráveis da carreira de Tom Brady

Rams superam 49ers e enfrentam os Bengals no Super Bowl 56

Prévia de Los Angeles Rams x San Francisco 49ers na final da NFC 2022

Prévia de Kansas City Chiefs x Cincinnati Bengals na final da AFC 2022

Lendas da NFL: a biografia de Ben Roethlisberger

Pré-ordem do Draft 2022 com posições carentes dos primeiros 28 times

Dias e horários dos playoffs na temporada NFL 2021/2022

Chiefs eliminam Bills em mais um jogo épico entre Allen e Mahomes

    Matheus Filippi

    Jornalista de Jundiaí e apaixonado pela NFL, Matheus Filippi é fundador e editor-chefe do Última Jarda

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Odds Shark Ad Bottom