Kupp x Chase: um dos grandes ‘duelos pessoais’ do Super Bowl 56

Duelo entre Cooper Kupp e Ja’Marr Chase é um dos grandes atrativos do Super Bowl 56 (Reprodução/NFL)

Se o confronto pessoal de quarterbacks é uma grande história a caminho do Super Bowl 56, que tal compararmos os principais alvos de Matthew Stafford e Joe Burrow? Falamos de Cooper Kupp e Ja’marr Chase, duas das principais estrelas da NFL e ambos candidatos à MVP da grande decisão deste domingo (13).

Kupp simplesmente acabou de fazer uma das melhores temporadas de wide receivers da historia da NFL. Por sua vez, o novato Chase já se estabeleceu como uma das estrelas mais perigosas e explosivas da ligada. Inevitavelmente, tanto o ataque dos Rams como o dos Bengals, terá em seu planejamento um enorme foco nessas estrelas. Da mesma forma, os coordenadores defensivos também focarão em anular Kupp e Chase. Assim, o lado que executar o seu plano da melhor forma, deve sair com o Troféu Vince Lombardi ao final da noite!

Quais são os ‘superpoderes’ de Kupp e Chase? Há como pará-los? Quais as grandes semelhanças e diferenças entre eles? Confira aqui uma análise especial sobre dois dos principais ‘playmakers’ deste Super Bowl 56!

Veja as últimas do Super Bowl 56:

Zac Taylor, treinador dos Bengals, elogia e compara Kupp com Chase

Recentemente, técnico do Cincinnati Bengals, Zac Taylor, foi questionado sobre Cooper Kupp. Isto porque, no início de sua carreira como assistente, Taylor treinou Kupp quando ele fazia parte da equipe de Sean McVay com o Los Angeles Rams. Agora ele tem Chase, que já se estabeleceu como um dos jogadores mais dinâmicos da NFL.

“Ele tem uma agilidade muito boa, ótimas mudanças de direção, nunca cai no primeiro contato, nunca é contido com facilidade. Ele é realmente forte, é muito parecido com Ja’Marr nesse sentido. Eu acho que ambos são muito semelhantes conquistando jardas após a recepção. Ele entende como as defesas o abordam. Eu sempre lembro que ele conversava muito com os defensores (nos treinos), o que eles estavam pensando, etc. Então ele utiliza isso a seu favor e joga pensando em como os defensores tentarão lhe conter”.

Agilidade e ótimas leituras tornam Kupp um verdadeiro ‘inferno’ no slot e na red zone

Como citado pelo treinador Taylor, tanto Kupp como Chase possuem uma extraordinária habilidade de jardas após a recepção. Ainda assim, o posicionamento no campo em que eles fazem isso, é bem diferente. Por exemplo, Kupp alinha-se no slot em 66,5% das rotas, enquanto Chase joga aberto nas laterais em 81,5% dos snaps.

Assim, a capacidade de ‘big play’ e de ganhar jardas extras dos dois pode funcionar de formas diferentes. No caso de Kupp, sua agilidade e excelentes rotas curtas/intermediárias o coloca em um nível acima de qualquer outro recebedor da NFL. Para se ter noção, ele liderou a liga com 1.402 jardas do slot em 2021, 637 jardas a mais que o segundo melhor no quesito.

Além disso, em muitas oportunidades a chamada ofensiva lhe dá a opção de correr uma ‘option route’. Ou seja, de acordo com o posicionamento do defensor e o tipo de cobertura, ele mesmo determina que tipo de rota correrá. E neste quesito, Kupp é de longe o melhor de toda a NFL.

Então, com suas boas leituras, Kupp geralmente cria um bom espaço para si mesmo em meio as rotas. Isto facilita seu trabalho em ganhar jardas após a recepção e primeiras descidas. Porém, engana-se quem pensa que ele é apenas um ‘slot receiver’. Embora ele não seja tão veloz quanto Chase, suas rotas são tão perfeitas que ele constantemente se encontra livre em rotas longas (como por exemplo nos momentos decisivos do Round Divisional contra os Buccaneers).

Por fim, todas essas habilidades tornam Kupp uma ‘arma letal’ na red zone, a área mais apertada do campo. Sua facilidade para ficar livre em espaços curtos lhe rendeu 13 touchdowns (apenas na red zone) em 2021.

Com velocidade e explosão, Chase é virtualmente ‘imparável’ no mano a mano

Se seu rival brilha no slot e em rotas curtas/intermediárias, Chase é o completo oposto. Embora ele também possa ter sucesso nesse estilo de jogo, o grande ‘super poder’ do novato está nas rotas profundas.

Isto porque, ao longo da temporada regular, ele liderou todos os recebedores da NFL em touchdowns em passes que viajaram mais de 20 jardas pelo ar (foram oito neste quesito). Não há muito segredo no jogo de Chase. Ele usará sua velocidade ‘de outro mundo’ para superar qualquer tipo de marcação. Quando deixado no mano a mano, ele ‘deita e rola’. Tanto que, apenas Justin Jefferson teve mais jardas do que Chase aberto no ‘um contra um’ em 2021.

Porém, não apenas de velocidade é feito o jogo do brilhante rookie. Assim como Kupp, ele também brilha quebrando tackles e ganhando MUITAS jardas após receber o passe. Por diversas vezes na temporada, Chase tornou um curto passe em um ganho de 40, 50, 60 jardas.

Basicamente, colocar a bola nãs mãos de Chase significa que algo grande acontecerá. De fato, ele já foi contido por marcações duplas em algumas oportunidades, mas isso abre espaço para as outras armas ofensivas dos Bengals.

Na grande final, os Rams terão uma grande decisão a tomar: deixão ele no mano a mano contra Jalen Ramsey e correm o risco de verem o seu grande cornerback sendo constantemente queimado? Ou sacrificam um safety apenas para tentar anular Chase?

Os números ABSURDOS de Kupp e Chase em 2021

Finalmente, chegamos às estatísticas absurdas destes dois astros em 2021. Primeiramente, Kupp somou um total de 1.947 jardas recebidas durante a temporada regular – a segunda melhor marca de todos os tempos atrás apenas de Calvin Johnson (1.964 em 2012).

Do outro lado, Chase estabeleceu um novo recorde de jardas recebidas por um novato, com 1.455. O detentor anterior do recorde era seu ex-parceiro em LSU, Justin Jefferson, que teve 1.400 jardas no ano passado. Confira abaixo os números completos de ambos:

  • Cooper Kupp: 191 alvos, 145 recepções, 1.947 jardas, 16 touchdowns, 13,4 jardas por recepção
  • Ja’marr Chase: 128 alvos, 81 recepções, 1.455 jardas, 13 touchdowns, 18.0 jardas por recepção

    Matheus Puk

    Ex-estudante de jornalismo, Matheus escreve sobre suas maiores paixões: os esportes americanos.

    Odds Shark Ad Bottom