Prévia da temporada 2014 – Seattle Seahawks

Confira o que esperar do Seattle Seahawks na temporada 2014

Draft
Paul Richardson – WR
Justin Britt – OL
Cassius Marsh – DE
Kevin Norwood – WR
Kevin Pierre-Louis – LB
Jimmy Staten – DT
Garrett Scott – OL
Eric Pinkins – FS
Kiero Small – RB
Estatísticas em 2013 (Média por jogo)
Jardas aéreas 202.3 (26º)
Jardas terrestres 136.8 (4º)
Jardas aéreas cedidas 172.0 (1º)
Jardas terrestres cedidas 101.6 (7º)
Líderes
Passe Russell Wilson – 3357 jardas
Jogo corrido Marshawn Lynch – 1257 jardas
Jogo aéreo Golden Tate – 898 jardas

Não é exagero dizer que o Seattle Seahawks é o time mais preparado a repetir o título do Super Bowl desde os Patriots de 2003 e 2004. Não foi por acaso que o time foi campeão, atropelou todos os adversários ao longo do ano passado e venceu de forma categórica. Com a base que humilhou o Denver broncos em fevereiro mantida para a próxima temporada, impossível não esperar muito desse elenco em 2014. Os corneteiros de plantão podem ressaltar a saída de algumas peças, mas a espinha dorsal foi mantida.

Russell Wilson levantando o troféu Vince Lombardi

De reserva a campeão do Super Bowl, o QB Russell Wilson já mostrou ao mundo que pode entrar na galeria dos grandes quarterbacks da atualidade. Entretanto, não pode deixar que os fatores extra campo atrapalhem seu desempenho. A vida de Wilson mudou drasticamente depois do título: festas, muitos e muitos comerciais, divórcio… Se Seattle quiser chegar a algum lugar este ano, precisa de seu QB 100% focado.

O camisa 3 terá praticamente os mesmos alvos do ano passado, com exceção a Golden Tate, que foi fazer dupla com Megatron em Detroit. A ótima notícia para Wilson é que o dinâmico Percy Harvin finalmente está saudável, disparado o melhor WR do elenco. Além dele, terá Doug Baldwin, Jermaine Kearse e o TE Zach Miller. Seattle gastou sua primeira escolha do último Draft com o WR Paul Richardson, mas o calouro não deve contribuir logo de cara.

O jogo corrido que foi o quarto melhor em 2013 segue com os mesmos nomes. O monstro Marshawn Lynch  como principal RB do time, muito “beast mode” também em 2014. Aos que se preocupam com o ritmo de jogo do running back, lembrem-se que no ano passado também ele mal atuou na pré-temporads, chegou voando no Super Bowl. Robert Turbin e Christine Michael vão ajudar Lynch a carregar o piano.  A linha ofensiva também é praticamente a mesma, com apenas uma mudança na posição de right tackle: o calouro Justin Britt no lugar de Breno Giacomini, que foi para os Jets.

Já a espetacular defesa sofreu algumas baixas. Um dos grandes trunfos do técnico Pete Carroll ano passado foi a alta rotatividade da linha defensiva, o elenco qualificado permitia isso. Com as saídas de Chris Clemons, Red Bryant e Clinton McDonald, ficou mais difícil revezar os atletas e não perder qualidade. Pelo menos o excelente trio de linebackers permanece o mesmo: Malcolm Smith (MVP do último Super Bowl), Bobby Wagner e KJ Wright.

A “Legion of Boom”, possivelmente a melhor secundária de todos os tempos, também perdeu alguns nomes, mas a base continua pronta para fazer história novamente. Os CBs Brandon Browner e Walter Thurmond se foram, mas o jovem Byron Maxwell já mostrou potencial para ser o titular ao lado do monstro Richard Sherman. O jogador chave dessa defesa também permanece: Earl Thomas. O free safety é o principal atleta em campo taticamente falando, sua velocidade e atleticismo são cruciais para o sucesso do esquema. Ele geralmente fica sozinho cobrindo todo o meio da secundária, permitindo ao strong safety Kam Chancellor alinhar próximo aos linebackers. É quase como se a defesa jogasse com um homem a mais em campo.

Previsão Endzone Brasil: O Seattle Seahawks chega não somente favorito a vencer a difícil NFC West, como a repetir o Super Bowl em 2014.  Deve-se considerar a tabela dificílima que os Seahawks terão pela frente, vai ser complicado repetir as 13 vitórias do ano passado. Apesar de algumas baixas, o time chega muito forte. Está surgindo mais uma dinastia na NFL.

    Matheus Filippi

    Jornalista de Jundiaí e apaixonado pela NFL, Matheus Filippi é fundador e editor-chefe do Última Jarda

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Odds Shark Ad Bottom