Prévia da temporada 2014: Tampa Bay Buccaneers

Confira o que esperar do Tampa Bay Buccaneers na temporada 2014

Draft
Mike Evans – WR
Austin Serefian-Jenkins – TE
Charles Sims – RB
Kadeem Edwards – OL
Kevin Phampile – OL
Robert Herron – WR
Estatísticas em 2013 (Média por jogo)
Jardas aéreas 176.3 (32º)
Jardas terrestres 100.8 (22º)
Jardas aéreas cedidas 237.9 (17º)
Jardas terrestres cedidas 110.1 (15º)
Líderes em 2013
Passe Mike Glennon – 2608 jardas
Jogo corrido Bobby Rainey – 532 jardas
Jogo aéreo Vincent Jackson – 1224 jardas
McCown no Training Camp dos Bucs

Josh Greeman e Greg Schiano, nomes que a torcida em Tampa não quer ouvir tão cedo. Os dois foram os principais responsáveis pela decepcionante campanha de 4-12, que começou com oito derrotas seguidas. QB nos três primeiros jogos, Freeman mostrou pouco comprometimento e esforço desde o início da preparação para 2013. Com atuações pífias na pré-temporada e nas três primeiras aparições da temporada regular, foi mandado embora. O técnico Schaino também tem grande parcela de culpa, o estilo disciplinador do treinador definitivamente não funcionou na NFL. Alguns veteranos dos Bucs declararam que era simplesmente impossível de trabalhar com Schiano, disseram que o técnico não escutava o que os atletas tinham a dizer.

Uma nova era se inicia em Tampa Bay, sob o comando do experiente Lovie Smith. Com o talento que já possui e alguns bons reforços que chegaram, o time tem tudo para dar a volta por cima em 2014. Começando pela posição de quarterback, o experiente Josh McCown foi contratado para ser aquela solução a curto prazo, enquanto o jovem Mike Glennon ganha mais experiência. Aos 35 anos, ele nunca conseguiu se firmar como titular na liga, mas foi muito bem quando substituiu Jay Cutler no Chicago Bears ano passado. McCown mostrou que sabe utilizar a altura dos recebedores a seu favor, deve continuar com os bons e altos alvos que terá a disposição. Além do excelente Vincent Jackson, os Bucs usaram as duas primeiras escolhas do último Draft no WR Mike Evans e no TE Austin Seferian-Jenkins, respectivamente.

Tudo para melhorar o ataque que foi o pior em jardas e o terceiro que menos anotou pontos no ano passado. Para isso, o novo coordenador ofensivo Jeff Tedford terá a disposição um jogo corrido bastante consistente, com o jovem Doug Martin recuperado da lesão que o afastou dos gramados nos últimos dez jogos em 2013. Para ajudá-lo, o time conta com os promissores Bobby Rainey, Mike James e o calouro Charlie Sims. Para abrir espaços para os RBs e principalmente ceder menos de 47 sacks, como foi ano passado, os Bucs reforçaram a linha ofensiva. O LT Anthony Collins, ex-Bengals, chegou para cobrir o blind side, já Evan Dietrich-Smith veio dos Packers para ser o novo center. Os dois guards continuam sendo o ponto fraco dessa linha.

Verner vai defender os Bucs em 2014

Apesar das caras novas no ataque, a defesa deve ser o ponto forte dessa equipe: a base que foi mediana ano passado (21º) foi mantida, o time trouxe bons nomes via free agency e conta com um técnico especialista em ajeitar defesas.  O Principal reforço da defesa é Alterraun Verner, um dos melhores cornerbacks da liga ano passado e no auge da forma. Ele terá como companheiro no lado oposto o esforçado Mike jenkins, ex-Raiders. Pelo meio, o safety Mark Barron fará parceria com o superestimado Dashon Goldson.

A linha defensiva também ganhou um reforço importante, o DE Michael Johnson, ex-Bengals, chega para ajudar o excelente Gerald Mccoy no pass rush. A linha de linebackers em teoria é o ponto mais fraco dessa defesa, caberá ao talentoso Lavonte David carregar o piano por lá. Ele fará parceria com Mason Foster e Jonathan Casillas. Ambos são bem medianos.

Previsão Endzone Brasil: O Tampa Bay Buccaneers certamente terá mais vitórias em 2014, mas pensar em pós-temporada por enquanto é cedo. Se McCown encontrar seus alvos, Martin tiver um desempenho próximo da temporada de calouro e a defesa de Smith funcionar, o time tem chance de brigar pelo título da NFC South.

    Matheus Filippi

    Jornalista de Jundiaí e apaixonado pela NFL, Matheus Filippi é fundador e editor-chefe do Última Jarda

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Odds Shark Ad Bottom