Prévia da temporada 2014 – New York Jets

Confira o que esperar do New York Jets na temporada 2014

Draft
Calvin Pryor – S
Jace Amaro – TE
Dexter McDougle – CB
Jalen Saunders – WR
Shaq Evans – WR
Dakota Dozier – OL
Jeremiah George – LB
Brandon Dixon – CB
Estatísticas em 2013 (Média por jogo)
Jardas aéreas 183.3 (31º)
Jardas terrestres 134.9 (6º)
Jardas aéreas cedidas 246.7 (22º)
Jardas terrestres cedidas 88.2 (3º)
Líderes
Passe Geno Smith – 3046 jardas
Jogo corrido Chris Ivory – 833 jardas
Jogo aéreo Jeremy Kerley – 523 jardas
Wilkerson foi um dos destaques da temporada passada
Wilkerson foi um dos destaques da temporada passada

 

 

 

 

 

 

 

 

Muito pouco se esperava do New York Jets em 2013 e de fato foi o que aconteceu. Mas a temporada passada deixou boas impressões do time, que pode e deve utilizá-las novamente neste ano. Terminou com o mesmo número de vitórias e derrotas (8-8) e com uma das melhores defesas contra o jogo terrestre. Além disso, o QB Geno Smith não mostrou ser o completo fiasco que muitos achavam. Não foi um ótimo quarterback, nem é, mas segurou as pontas.

Rex Ryan conseguiu fazer o time andar no ano passado, mesmo que de forma calejada. Montou um ferrolho na linha defensiva, com DE Muhammad Wilkerson e o LB Calvin Pace combinando para 20,5 sacks na temporada, ainda junto com o outro LB David Harris, que foi líder de assistências do time.

Para uma temporada de 2014 melhor que a passada, a diretoria dos Jets investiu bem e cirurgicamente em contratações que a equipe realmente precisava. Ofensivamente, a chegada do QB Michael Vick pra comandar o ataque é a maior aposta. Mesmo que Geno Smith não tenha feito uma temporada ruim, ele não é a salvação da franquia de New York. Entretanto, parece que Rex Ryan ainda não escolheu seu favorito para a posição e  vaga está aberta. No caso de Vick, ele chega com a responsabilidade de comandar o ataque aéreo e esperamos que não se arrisque tanto por terra, até porque a chegada do RB Chris Johnson será de grande proveito. A linha ofensiva dos Jets não é das melhores, mas o rookie OL Dakota Dozier vem mostrando que pode ser um bom guardião de tackles e proteger as costelas de Vick. O WR Erick Decker é outra boa aposta. Muito bem agarrando os passes de Peyton Manning na temporada passada, possivelmente será o alvo número 1 do time, depois que Santonio Holmes foi dispensado. Sofre com uma lesão no quadríceps, mas nada que o tire da temporada regular.

Quem começa na posição de QB: Vick ou Smith?
Quem começa na posição de QB: Vick ou Smith?

Não que a posição de tight end seja a mais necessitada em New York, mas a diretoria achou bom draftar uma revelação. O TE Jace Amaro, draftado na segunda rodada, vem mostrando evolução e deve ganhar alguns minutos no time titular. Jeff Cumberland fez boa temporada em 2013, deve ser a primeira escolha de Rex Ryan. Mas o time dispensou e Kellen Winslow, que era a segunda opção, o que deixa clara a pretensão de utilizar um novato. Outro rookie que deverá ser bastante utilizado é o WR Jalen Saunders. Mesmo baixo (1,77 m) foi excelente durante sua passagem pela universidade de Oklahoma recebendo para 26 TD’s e retornando punts muito bem. Deve ganhar a maioria de suas chances no time de especialistas, retornando kickoffs, ou punts, mas quem sabe vira alvo para Vick ou Smith.

A defesa nas trincheiras deve ser a mesma. E não há motivos para mudança, uma vez que foi a única coisa que salvou a temporada dos Jets no ano passado. Mas a secundária terá mudanças. O CB Antonio Cromartie foi dispensado e quem deve substituí-lo é o novato Dex McDougle. O outro cornerback deve ser mesmo Dee Milliner. Mas John Idzik deixou clara a pretensão de mudar a secundária e draftou muitos CBs. Brandon Dixon também deve ganhar sua chance na equipe. O veterano S Ed Reed também foi dispensado, depois de uma temporada abaixo das expectativas. Porém, a escolha de primeira rodada no draft feita pelo time foi um safety, dos bons. Calvin Pryor já vem recebendo muitos elogios e deve ser titular, junto com Dawan Landry.

Previsão Endzone Brasil: Sinceramente espero muito do New York Jets. Draftou bem e em áreas que realmente precisavam de sangue novo. Trouxe um bom WR, um bom RB e um QB mais confiável e tem talentos defensivos que precisam de lapidação, mas já mostram evolução. Acredito piamente em uma temporada de 10-6 para os Jets e uma vaga nos playoffs. Pra mim, só um desastre tira os Jets da pós-temporada de 2014/15. Um desastre seria seus principais jogadores se lesionando e perdendo todos os jogos da temporada regular. Os Jets vão fazer barulho em 2014.

    Marcelo Camêlo

    Jornalista formado, apaixonado pelos esportes americanos e colaborador do Endzone Brasil.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Odds Shark Ad Bottom