Prévia da temporada 2014 – Kansas City Chiefs

Confira o que esperar do Kansas City Chiefs na temporada 2014

Draft
Dee Ford – DE
Phillip Gaines – CB
De’Anthony Thomas – RB
Aaron Murray – QB
Zach Fulton – OL
Laurent Duvernay-Tardif – OL
Estatísticas em 2013 (Média por jogo)
Jardas aéreas 208.8 (24º)
Jardas terrestres 128.5 (10º)
Jardas aéreas cedidas 247.6 (25º)
Jardas terrestres cedidas 120.2 (22º)
Líderes
Passe Alex Smith – 3313 jardas
Jogo corrido Jamaal Charles – 1287 jardas
Jogo aéreo Jamaal Charles – 693 jardas

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Uma coisa nos lembra perfeitamente do time dos Chiefs em 2013: dificilmente sofria turnovers. O RB Jamaal Charles, o faz-tudo de Kansas City, terminou a temporada com apenas dois fumbles perdidos. O QB Alex Smith teve a pior marca de interceptações lançadas nos últimos dois anos. Entretanto, foram apenas sete INTs lançadas. Enquanto o ataque não perdia a bola, a defesa conseguia fazer um inferno na ofensiva dos oponentes. Não era uma defesa espetacular no sentido de evitar avanços. Porém, era uma defesa que forçava muitos erros ao adversário. E pontuou bastante.

Em 2013, Charles teve temporada de MVP.
Em 2013, Charles teve temporada de MVP.

Alguns destaques defensivos foram Tamba Hali e Justin Houston, que combinaram para 22 sacks e 5 fumbles forçados, além de um TD, vindo de interceptação. Mas Houston perdeu o final da temporada, devido a uma lesão no joelho. A secundária de Kansas também conseguiu excelentes números em turnovers. A média de jardas cedidas por jogo pode ser um pouco mentirosa, pois a defesa dos Chiefs não era fácil de se enfrentar.

A parte ofensiva, que foi bastante eficiente na temporada passada, seguirá a mesma para 2014. A linha ofensiva ganha sangue novo. Zach Fulton vai ter a missão de proteger o QB, que no ano passado teve tempo e foi pouquíssimo incomodado. Destaque para Eric Fisher, primeira escolha geral do draft de 2013, que deu um show na linha ofensiva. Charles vai ter que começar a receber mais ajuda. Dwayne Bowe é ótimo recebedor, mas pouco participou, assim como Donnie Avery. Andy Reid é um coach talentosíssimo, o segundo melhor em porcentagem de vitórias entre os atuais técnicos na NFL, e deve trazer os WRs mais para o seu jogo.

Pelo jogo terrestre, claro, Charles é a principal arma. Tem tudo para ser um dos melhores running backs da temporada. Anthony Sherman permanece como o fullback. Teve boas atuações abrindo caminho principalmente para Knile Davis, em jogadas mais próximas da endzone. Dexter McCluster não estará mais no time. Foi muito utilizado como retornador e deu show. Como RB foi pouco acionado, tendo mais ações aéreas que terrestres. Não fará falta.

Bob Sutton segue como coordenador defensivo e sua linha de quatro linebackers deverá ser a sua arma. Além dos já citados acima, Derrick Johnson e Joe Mays, recém-chegado de Houston, farão o time titular de LBs. Johnson foi o líder em tackles da equipe na temporada passada. Dee Ford, escolha de primeira rodada, vai receber sua chance, mas o principal ganho que ele terá será a experiência de assistir à esses atletas. Nas trincheiras, Mike DeVito, Dontari Poe e Allen Bailey seguirão com a titularidade.

A secundária de Kansas City conseguiu muitas interceptações. Mesmo tendo cedido muitas jardas aéreas, arrecadou diversos turnovers. Marcus Cooper e Sean Smith seguem nos corners. Smith que ano passado conseguiu uma interceptação de 100 jardas fantástica. Vale a pena assistir. A saída de Quintin Demps, para o New York Giants, pouco será percebida, uma vez que a atual dupla de safetys já jogaram junta no ano passado: Eric Berry e Husain Abdullah. O QB adversário vai pensar duas vezes, antes de mandar uma bola muito difícil pro seu recebedor, contra esses caras.

Previsão Endzone Brasil: O início de temporada do Kansas City Chiefs em 2013 foi um absurdo. Toda interceptação era retornada para TD, Jamaal Charles só não fazia chover e Smith parecia um QB genial. Aposto novamente numa temporada de 11 vitórias e 5 derrotas e mais uma participação nos playoffs. A receita de sofrer poucos turnovers e conseguir o máximo possível parece que dá certo.

    Marcelo Camêlo

    Jornalista formado, apaixonado pelos esportes americanos e colaborador do Endzone Brasil.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Odds Shark Ad Bottom