Prévia da temporada 2014 – Buffalo Bills

Confira o que esperar do Buffalo Bills na temporada 2014

Draft
Sammy Watkins – WR
Cyrus Kouandjio – OL
Preston Brown – LB
Ross Cockrell – CB
Cyril Richardson – OL
Randell Johnson – LB
Seantrel Henderson – OL
Estatísticas em 2013 (Média por jogo)
Jardas aéreas 193.9 (28º)
Jardas terrestres 144.2 (2º)
Jardas aéreas cedidas 204.4 (4º)
Jardas terrestres cedidas 128.9 (28º)
Líderes
Passe EJ Manuel – 1972 jardas
Jogo corrido CJ Spiller – 933 jardas
Jogo aéreo Scott Chandler – 655 jardas

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Buffalo Bills era um dos times que mais prometiam no começo da temporada passada. O primeiro QB selecionado no Draft, E.J. Manuel, começou o ano razoavelmente bem, até sua lesão na 5° rodada. Fato que comprometeu o ano do time, pois perdeu o jogador mais dinâmico. Com ele, os Bills foram 5-8, incluindo o jogo de sua lesão, que até então o time vencia.

Manuel lançou 11 TDs e 9 INTs em 2013

Apesar de alguns bons jogos, Manuel ainda não provou ser confiável. Para alguns, suas decisões são um pouco precipitadas e ele arrisca demais. Sua taxa de TDs lançados para interceptações sofridas é 11-9, marca pouco aceitável para o nível NFL. A redução dos turnovers dele é a prioridade da comissão técnica nos treinamentos.

Pelo menos ele contará com um jogo corrido espetacular. A dupla Fred Jackson C.J. Spiller foi uma das melhores da NFL ano passado:  combinaram para 1823 jardas terrestres e mais 572 recebendo passes, totalizando quase 2400 jardas, quase metade das jardas totais do time. A adição do promissor Bryce Brown, ex- Eagles, faz desse possivelmente o melhor trio de running backs da liga.

O jogo aéreo sofreu sérias mudanças, até Steve Jhonson, o antigo alvo principal do time, foi para os 49ers. Robert Woods, Marquise Goodwin e Sammy Watkins, o calouro de Clemson, a quem os Bills fizeram alguns sacrifícios para irem buscar, são os cotados para começarem a temporada. Junto com o TE Scott Chandler, o líder de recepções do time e vice líder de TDs recebidos ano passado.

Já a defesa, muito bem ano passado contra o passe, perdeu peças importantes para 2014. A adição de Kiko Alonso no segundo round do Draft de 2013 se mostrou um dos melhores picks em anos recentes, incluindo aí o próprio E.J. Manuel.  Infelizmente ele sofreu uma grave lesão nos treinos e está fora da temporada. Seu desfalque será muito sentido numa divisão que tem Tom Brady, além dos QBs móveis Geno Smith (ou Michael Vick) e Ryan Tannehill. Mario Williams continua em ótima forma, sendo uma ameaça constante. Há de se lamentar, contudo, a perda de Jairus Byrd para os Saints. É um golpe que não se sabe se os Bills vão acusar.

A principal preocupação  para 2014 é melhorar contra o jogo corrido, o time cedeu mais de 100 jardas em diversos jogos. Marcell Dareus, Kyle Williams e Mario Williams foram todos selecionados para o Pro Bowl. Apesar da qualidade, falta elenco, os Bills sofrem demais quando eles não estão em campo.

Previsão Endzone Brasil: Uma campanha 6-10 com um QB saudável e os jovens WRs funcionando parece o mais provável. A tendência é que o time se entrose ao longo da temporada e suba de produção. A defesa é a parte que traz mais questionamentos com a ausência das suas duas principais estrelas, uma no departamento médico e a outra para um candidato a Super Bowl. Parece que a seca dos Bills vai continuar mais um ano.

    Alessandro Moletta

    Cientista social do Rio de Janeiro, Alessandro Moletta é repórter do Endzone Brasil

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Odds Shark Ad Bottom