Contagem regressiva Endzone Brasil – Reggie Wayne

Poucos times têm um jogador com a cara da franquia como Reggie Wayne tem a cara do Indianapolis Colts. Draftado pela equipe na 30ª escolha do Draft 2001, o wide receiver nunca vestiu outra camisa a não ser o azul e branco dos Colts em sua carreira e se tornou ícone em uma cidade que já teve outro Reggie como herói: Reggie Miller, ex-jogador do Indiana Pacers, time de basquete da NBA.Ao lado de Peyton Manning e Marvin Harrison, formou um dos trios mais temidos da primeira década dos anos 2000. Os Colts foi por algumas temporadas o melhor ataque da NFL e isso se refletiu nos números de Reggie Wayne ao longo dos anos como o camisa 87 de Indianapolis.No entanto, o começo em Indy foi complicado. Depois de dois anos brigando pela titularidade, o camisa 87 começou a temporada de 2003 entre os 11 e mostrou ser um grande potencial, com 68 recepções,  838 jardas e sete touchdowns. Na temporada seguinte acumulou impressionantes números de 77 recepções, 1210 jardas e 12 touchdowns, mas mesmo assim ficou a sombra de Marvin Harrison. Assim foi até a temporada 2006, o grande ano do Indianapolis Colts, quando o time venceu o Super Bowl.

Naquela temporada, com Marvin Harrison já no fim de carreira, mas ainda assim sendo decisivo, os Colts reafirmaram seu desejo em ter Raggie Wayne e reconheceram o talento do recebedor, renovando o contrato por seis anos e 39 milhões de dólares. Em campo, Wayne respondeu e conseguiu nove touchdowns, 1310 jardas recebidas 86 recepções, conseguindo vaga pela primeira vez para o Pro Bowl. No entanto, o grande momento foi a recepção de 53 jardas no Super BowlXLI, contra o Chicago Bears – o primeiro dos Colts no jogo.

Com a aposentadoria de Harrison em 2008, Wayne se tornou o principal recebedor dos Colts nas temporadas seguintes. Em 2011, sua primeira temporada sem receber passes de Peyton Manning, o WR teve só 75 recepções e quatro touchdowns. No ano seguinte, Reggie assinou novo contrato com os Colts e se preparou bem para a era Andrew Luck em Indianapolis. Sob a batuta do novo QB, em seu segundo ano, os Colts caminhavam bem, mas a temporada de Wayne acabou cedo. No jogo seguinte após completar a marca de mil recepções na carreira, o recebedor rompeu os ligamentos do joelho e ficou de fora do restante da temporada.

A temporada 2014 servirá para Wayne mostrar se está recuperado após sua primeira grave lesão na carreira. Ele é a experiência do ataque de Indianapolis e a chance de assistir lindas recepções na temporada regular 2014.

    Rafael Araújo

    Jornalista esportivo apaixonado pela NFL, transformou as duas coisas que gosta em uma só no Endzone Brasil.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Odds Shark Ad Bottom