Os árbitros do Super Bowl 48

Bastante experiente, Terry McAulay será o árbitro
principal no Super Bowl 48 (Sportsnola)

Sem dúvidas os jogadores são as maiores estrelas do Super Bowl e no Super Bowl 48 teremos muitos craques em campo. Pouca gente, ou quase ninguém, se importa com a arbitragem, mas ela é muito importante para que o espetáculo fique por conta dos atletas e não das famosas zebras. Assim como em todo Super Bowl, a nata da arbitragem é escolhida, esse ano não será diferente. Veja quais são os sete árbitros que apitarão a final no MetLife Stadium:
 

Referee (árbitro principal) – Se todo mundo dizia que em campo faltava experiência dos jogadores, exceto Peyton Manning, pelo menos a arbitragem será conduzida por um grande árbitro: Terry McAulay. Na NFL desde 1998, McAulay se tornou árbitro principal em 2001 e veste o número que foi do comentarista de arbitragem, Mike Pereira, e já apitou duas edições do Super Bowl – o Super Bowl 39 e o Super Bowl 43.
 
Umpire (observa o movimento das linhas) – Carl Paganelli é um dos oito árbitros que apitaram pelo menos quatro Super Bowls na carreira. Vestindo o número 124 e em uma posição que auxilia muito o referee, o umpire está na NFL desde 1999.
 
Head Linesman (posiciona ao lado do campo e observa possíveis false starts e acompanhar jogadas perto da lateral) – Jim Mello está em seu primeiro Super Bowl, mesmo estando na NFL desde 2004. Na temporada regular o árbitro marcou 163 faltas, segunda menor marca da carreira. Jim veste o número 48, coincidindo com a edição do Super Bowl.
 
Posição dos árbitros em campo (Wikipédia)

Line Judge (semelhante ao Head Linesman, mas é responsável por contar o número de jogadores do ataque e lançamentos ilegais) – Thomas Symonette é um árbitro que apita desde 2005 e vai ao seu primeiro Super Bowl. Seu número é o 100. Uma curiosidade: Em seu primeiro jogo na carreira, Symonette marcou 22 faltas, depois disso não apitou mais no ano de 2005. Voltando a apitar em 2006.
 

Field Judge (fica atrás da defesa, conta o número de atletas da defesa  e é o responsável por marcar as polêmicas interferências) – Scott Steenson é árbitro da NFL desde 1999 e nunca apitou um Super Bowl antes. O ano de 2013 marcou sua terceira temporada com menos faltas marcadas, 184 no total. Scott usa o número 88. O último jogo que apitou antes do Super Bowl foi o quente duelo entre San Francisco 49ers vs Carolina Panthers, válido pelas semifinais de conferência.
 
Back Judge (se posiciona atrás da defesa, mas na área central do campo, fazendo um trabalho semelhante ao do Field Judge) – Steve Freeman já foi draftado pelos Patriots em 1975, mas logo foi dispensado. Assinou com o rival de divisão, Buffalo Bills, onde ficou de 1975 a 1986 e encerrou a carreira nos Vikings em 1987. Em 2001, se tornou back judge da NFL Europa e hoje está prestes a apitar um Super Bowl. O número dele é o 127.
 
Side Judge (trabalha na secundária do mesmo lado que o Head Linesman)- Dave Wyant está na NFL desde 1999 e nunca apitou um Super Bowl. Apitando lá atrás, marcando as faltas em jogadas de passe, Dave no quadro da arbitragem parece ser o mais indicado para ele duelo da secundária dos Seahawks contra os recebedores dos Broncos. Seu número é o 16.
 
O nome da mãe deles não foram divulgados para que elas não sejam ofendidas durante o jogo.


Amante da bola oval, petropolitano e futuro jornalista,
Guilherme Cohen agora é colaborador, do @NFLBrasil.
 

    Última Jarda

    Time Última Jarda - as principais notícias do mundo da NFL estão aqui!

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Odds Shark Ad Bottom