O que deu errado para Chiefs, Eagles, Bengals e Packers?

Desde o primeiro dia de preparação das equipes, a meta inicial é sempre conseguir uma vaga nos playoffs. Os times batalham o ano todo em busca desse objetivo. Às vezes chegam na pós-temporada, mas menos de uma semana depois veem o sonho de chegar ao Super Bowl morrer na praia. A NFL é uma liga cruel, um erro tolo na hora da decisão pode destruir tudo que foi feito até então. Quatro equipes tiveram este gosto amargo no último final de semana, o final da rodada de Wild Card deixou muitos torcedores com aquela sensação de “dava para ir mais longe”. Entenda porque Kansas City Chiefs, Philadelphia Eagles, Cincinnati Bengals e Green Bay Packers não estão mais na disputa.
Kansas City Chiefs 44 x 45 Indianapolis Colts:

Apesar da derrota, Smith lançou 4 TDs (Reprodução/Chiefs)

Quando o time que ficou em último no ano anterior chega na pós-temporada, já se pode considerar um feito e tanto. Entretanto, levar a segunda maior virada da história dos playoffs deve ter doído muito para o torcedor dos Chiefs. Como explicar o colapso da equipe no segundo tempo, que viu uma diferença de 28 pontos ir para o espaço? Além da clara mudança de atitude da defesa dos Colts, vale ressaltar a falha da comissão técnica dos Chiefs em administrar o cronômetro. Qual o melhor jeito de administrar uma vantagem? correr com a bola, correto? Pois foi exatamente o que Kansas City não fez, foram apenas 12 jogadas terrestres e 26 passes tentados na segunda etapa. 

O técnico Andy Reid era muito criticado nos tempos que dirigia o Philadelphia Eagles justamente pelo excesso de chamadas de passe quando o time estava em vantagem. Claro que perder um dos melhores running backs no começo do jogo deve ter pesado nas escolhas, a concussão de Jamaal Charles foi determinante para a derrota dos Chiefs. Vale ressaltar também o  colapso defensivo na segunda etapa, a forte defesa famosa por pressionar muito o quarterback adversário não teve nenhum sack no segundo tempo. Com tempo no pocket, um QB do calibre de Andrew Luck pode virar um jogo dado como perdido, foi exatamente o que aconteceu.

New Orleans Saints 26 x 24 Philadelphia Eagles:

Nick Foles teve um rating de 104,98 (Reprodução/Eagles)

O Philadelphia Eagles é outro time fez muito mais do que se esperava em 2013. Mesmo em plena reformulação, a equipe surpreendeu a todos e venceu a NFC East, garantindo uma das vagas nos playoffs. O promissor técnico Chip Kelly teve muito mérito na classificação, mas a falta de experiência pesou na hora de enfrentar o já rodado Sean Payton. O treinador dos Eagles focou muito em como parar o forte ataque aéreo dos Saints, mesmo sabendo que Drew Brees tem muita dificuldade de lançar a bola em estádios abertos. Ciente do ponto adverso, Payton preparou seu time para correr com a bola. Resultado: o 25º ataque terrestre conseguiu 185 jardas em cima de uma defesa que está no top 10 contra avanços pelo chão. 

Kelly também pecou na última campanha do time no ataque. Com oito minutos para o fim da partida, o momento do jogo era todo do ataque de Philly, a defesa dos Saints estava desorientada desde o momento que perdeu o CB Keenan Lewis machucado. O técnico deveria ter cadenciado o ritmo, para anotar o touchdown e devolver a bola com bem menos tempo para New Orleans tentar alguma coisa. Ao invés disso, ele ele insistiu no seu esquema de ataque rápido, confiando em uma defesa que levava um banho pelo chão. Devolveu a bola com quatro minutos no relógio, deu no que deu. 

Vale lembrar também o kicker Alex Henery errando um field goal de 48 jardas, o CB Roc Carmichael chutando a bola dentro da endzone em um retorno de punt, o também cornerback Cary Williams cometendo uma falta de 15 jardas no início da campanha final de New Orleans e o WR Riley Cooper dropando um dos passes mais fáceis da história em uma terceira descida crucial. Erros que não podem acontecer em um jogo decisivo. 

San Diego Chargers 27 x 10 Cincinnati Bengals

Andy Dalton sofreu três turnovers (Reprodução/Bengals)

Não é difícil explicar o que aconteceu no mais desequilibrado dos duelos de Wild Card, o diferencial de turnovers foi chave na vitória de San Diego fora de casa. Cincinnati entregou a bola para o adversário quatro vezes, já os Chargers não cometeram nenhum erro. Pela terceira vez seguida, o QB Andy Dalton decepcionou em um jogo de playoff, o rendimento dele cai drasticamente na pós-temporada. Dalton lançou duas interceptações e sofreu um fumble no último período. 

O fraco jogo terrestre dos Bengals contribuiu para o decepcionante desempenho do quarterback, ele não precisaria lançar 51 passes se os running backs Benjarvus Green-Ellis e Giovani Bernard estivessem dando minimamente conta do recado. Falando em correr com a bola, a defesa dos Bengals também jogou muito abaixo do esperado, o quinto melhor grupo defensivo contra avanços pelo chão cedeu 196 jardas para os RBs dos Chargers. O jogo terrestre funcionava tão bem que Ronnie Brown, Danny Woodhead e Ryan Mathews  juntos foram responsáveis por 36 jogadas ofensivas do time, já Philip Rivers tentou apenas 16 passes.

San Francisco 49ers 23 x 20 Green Bay Packers

A-Rod deveria ter sido mais acionado (Reprodução/Packers)

Outro time que se classificou de forma heroica na última semana, mas viu toda empolgação se transformar em tristeza  em menos de sete dias. Para uma equipe que tinha mais de vinte atletas na lista de contundidos, chegar aos playoffs foi um feito e tanto. Porem, assim como os Eagles, perder com um field goal no estouro do cronômetro em casa é algo difícil de engolir. Em um duelo tão equilibrado como foi, não se pode dar ao luxo de ficar um quarto do jogo sem um first down sequer.

Green Bay tentou sem sucesso estabelecer o jogo terrestre no início da partida, muito por conta do clima hostil no Lambeau Field. Estratégia ao meu ver errada devido as circunstâncias: San Francisco tem uma das melhores defesas contra corridas e Green Bay conta com um dos melhores QBs da NFL na atualidade. Aaron Rodgers tentou o primeiro passe com 7 minutos para o final do primeiro período. Tanto que o ataque dos Packers começou a fluir justamente quando A-Rod aos poucos foi soltando o braço.

Defensivamente não há muitas críticas a se fazer, já era público e notório a dificuldade que a remendada defesa de Green Bay teria para segurar o ataque dos Niners. No geral foi até uma boa atuação, limitaram o RB Frank Gore a 66 jardas em 20 tentativas e colocaram pressão em Colin Kaepernick em alguns momentos, o QB de San Francisco sofreu quatro sacks. O problema é que o grupo defensivo falhou em jogadas pontuais, permitindo que Kaepernick corresse com a bola e conseguisse first downs valiosos.

Jornalista de Jundiaí e apaixonado pela NFL,  
Matheus Filippi é editor do @NFLBrasil.
    

    Última Jarda

    Time Última Jarda - as principais notícias do mundo da NFL estão aqui!

    9 thoughts on “O que deu errado para Chiefs, Eagles, Bengals e Packers?

    • 7 janeiro, 2014 em 20:19
      Permalink

      Eu assisti a rodada de WildCard e concordo plenamente com o seu texto, mas estou até hoje tentando entender como o QB do Green Bay conseguiu escapar daquele sack

      Resposta
      • 8 janeiro, 2014 em 15:49
        Permalink

        Tava muito fácil de sair daquele sack vai… até minha vó sairia!! foi a mesma coisa que fazer um gol embaixo da linha… sussa!!!

        Mentiras e exageros a parte… hahaha também fiquei impressionado. Mandou muito bem… Para poucos!!!

        Resposta
    • 7 janeiro, 2014 em 20:25
      Permalink

      Excelente matéria! Muito informativa e preciosa, principalmente para aqueles que estão descobrindo aos poucos as emoções da NFL. Parabéns!

      Resposta
    • 7 janeiro, 2014 em 22:34
      Permalink

      Excelente matéria, mostra de forma exata e resumida como foram os 4 jogos do WildCard. Assim como Leonardo, tbm estou tentando entender como o A. Rodgers sai daquele sack, espetacular!!!

      Resposta
    • 7 janeiro, 2014 em 23:01
      Permalink

      Mas naquele lance que ele escapou do sack teve uma baita segurada no defensor dos 49ers, mas tudo bem, vencemos! GO Niners.

      Resposta
    • 8 janeiro, 2014 em 21:21
      Permalink

      Assisti a todos os jogos e vou deixar alguns comentários.
      Excelentes análises, meus parabéns.
      O Philadelphia Eagles tinha até então o melhor jogo corrido, e não ter conseguido passar isso para dentro do jogo, foi determinante para a derrota do time.
      Sobre o jogo dos Packers: Pecou em passar o 1º quarto sem um First Down. Acho que A,Rod chamou muito o jogo corrido nesse primeiro quarto, mas o jogo foi muito equilibrado é difícil dar um por quê. E o 49ers teve a útlima posse de bola do jogo e trabalhou nela. Quem teve a última posse ganhou o jogo, talvez se tivesse no relógio mais um minuto o resultado seria diferente.

      Resposta

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Odds Shark Ad Bottom