Ravens vencem os Lions de virada com field goal de 61 jardas

Justin Tucker acertou seis field goals na partida (Site oficial/Ravens)

É muito difícil ver um time vencer na NFL sem marcar touchdowns, isso somente acontece quando se tem uma defesa sólida e um kicker fora de série. Foi exatamente o que aconteceu no Monday Night Football desta segunda-feira (16), o Baltimore Ravens venceu o Detroit Lions fora de casa por 18 a 16 sem entrar na endzone adversária. Mesmo com pífias 300 jardas ofensivas, a defesa dos Ravens parou o forte ataque dos Lions e o kicker Justin Tucker converteu nada menos que seis field goals, o último deles de 61 jardas no minuto final de jogo! Vitória para o torcedor de Baltimore não esquecer tão cedo.

O início de partida dava mostras que seria um atropelamento no Ford Field, Detroit dominava nas trincheiras e castigava a defesa de Baltimore com avanços terrestres do RB Reggie Bush. Não demorou para o running back entrar na endzone, ele correu 14 jardas e abriu o placar para o time da casa. Nem parecia que ele estava jogando com a sétima melhor defesa contra o jogo terrestre em 2013.

Aos poucos, Baltimore foi equilibrando as ações, pelo menos o time conseguia ficar com a bola algum tempo no ataque. Entretanto, os Ravens não eram objetivos, os maiores avanços ofensivos ocorreram através de penalidades da defesa de Detroit. Mesmo com apenas 183 jardas totais no primeiro tempo inteiro, Baltimore virou a partida com três field goals relativamente fáceis convertidos pelo excelente Justin Tucker.

Se o desempenho ofensivo não estava dos melhores, o defensivo estava espetacular, o ataque dos Lions passou todo o resto da primeira etapa sem pontuar. A maré estava tão ruim para os donos da casa que até o fantástico Calvin “Megatron” Johnson estava dropando passes! Com poucos pontos, a primeira etapa terminou com vitória parcial de Baltimore, 9 a 7.

Reggie Bush após anotar o touchdown (Site oficial/Lions)

As defesas seguiam levando vantagem sobre os ataques no terceiro quarto. Em um jogo bem fraco, Stafford lançou sua 14º interceptação no ano, foi o 29º turnover de Detroit em 2013. O limitado ataque de Baltimore teve sucesso em converter a roubada de bola em pontos, anotando o quarto field goal da noite. Antes do final do terceiro período, os Lions também converteram um field goal, mantendo a diferença de dois pontos.

Os Ravens converteram o quinto field goal da noite no início do último quarto, mais uma vez aproveitando a boa posição de campo depois de uma interceptação bizarra lançada por Matt Stafford. Precisando de um touchdown para vencer, Detroit recebeu a bola de volta com oito minutos para o final do jogo. Foi exatamente o que aconteceu, os Lions demoraram seis minutos para virar a partida. Stafford dessa vez foi bem, achou o o TE calouro Joseph Fauria na endzone e colocou os Lions mais uma vez na frente do placar.

Como Detroit falhou na conversão de dois pontos, Baltimore tinha pouco mais de dois minutos para posicionar Justin Tucker o suficiente para converter o field goal que daria vitória. Flacco conseguiu apenas colocar seu kicker para um chute de 61 jardas, mas nada é impossível para Tucker. Ele colocou a bola no canto do ‘Y” de forma milagrosa, chute mais longo de sua carreira. A terceira interceptação de Stafford na noite deu números finais a bela vitória dos Ravens.

 O triunfo coloca Baltimore definitivamente de volta na briga por playoffs, a apenas uma vitória do líder Cincinnati Bengals e com um confronto direto na última semana. Já Detroit caiu para a terceira colocação da NFC Norte, a uma vitória do Chicago Bears. As duas equipes voltam a campo no próximo domingo (22) jogando em casa: Baltimore recebe o New England Patriots, já o Detroit Lions enfrenta o já eliminado New York Giants no Ford Field.

Jornalista de Jundiaí e apaixonado pela NFL,  
Matheus Filippi é editor do @NFLBrasil.
    

    Última Jarda

    Time Última Jarda - as principais notícias do mundo da NFL estão aqui!

    13 thoughts on “Ravens vencem os Lions de virada com field goal de 61 jardas

    • 17 dezembro, 2013 em 10:38
      Permalink

      GO RAVENS!

      • 17 dezembro, 2013 em 18:33
        Permalink

        Lions e Bears dão mole demais, aí até time sem QB e defesa consegue ganhar a divisão.

      • 18 dezembro, 2013 em 0:33
        Permalink

        O sonho de playoffs pro Packers ainda está vivo!
        😀

    • 17 dezembro, 2013 em 15:25
      Permalink

      É o velho Ravens de sempre, jogando de forma retranqueira e covarde.
      Pode escrever aí que eles estão nos playoffs.

      • 17 dezembro, 2013 em 18:32
        Permalink

        Se chegarem nos playoffs, são candidatos a SB.

      • 17 dezembro, 2013 em 22:27
        Permalink

        Não existe covardia no campo. Existe o que funciona e o que não funciona. Pro Ravens, isso é o que funciona. Usar sua capacidade defensiva absurda pra parar o avanço inimigo e capitalizar em cima dos erros dos deles. Chamar os outros de covardes é conversa de perdedor.

      • 18 dezembro, 2013 em 0:25
        Permalink

        Entendo perfeitamente o mecanismo de jogo do Ravens e graças a esse estilo que eles deixaram o anonimato e conseguiram dois SB e um lugar honroso na NFL e equlibrando a AFC North com os Steelers. Até porque antes disso eles nunca fizeram nada na NFL, igual o time da moda.
        Mas não me agrada nada nada a forma como o Baltimore joga. Sinceramente, porque nada tem de novo. Admiro o que o Lewis fez nessa equipe mas ao ler uma notícia dessas, acompanhar uma partida em que uma equipe não tem como objetivo o TD ou que ele é menos importante, para mim é motivo de covardia sim.

      • 18 dezembro, 2013 em 2:40
        Permalink

        O time não tem que te agradar; ele tem de vencer. Só isso. Um torcedor ou fã do esporte querer que um time se arrisque com algo novo sem necessidade só porquê o jeito atual não lhe agrada é de um egoísmo sem igual.

        Além disso, você confunde covardia com cautela e adaptabilidade. Por causa da linha dos Lions, Flacco não conseguia fazer os passes dele conectar na maioria dos casos, por isso ele foi com uma estratégia de avançar calmamente até uma zona confortável de FG (salvo no último chute), pondo confiança na plena capacidade do Justin Tucker quando atacando, e parando toda e qualquer tentativa de avanço quando defendendo, e não deu outra; vitória dos Ravens. TDs não vencem jogos. Pontos sim. Um time pode marcar quantos TDs eles quiserem mas se no fim, o oponente é o que tem mais pontos, mesmo se não marcou um TD se quer, todos aqueles touchdowns são irrelevantes.

    • 18 dezembro, 2013 em 13:45
      Permalink

      O Justin Tucker é o melhor kicker da NFL atualmente; e com suas atuações decisivas, na minha opinião os Ravens vão para os playoffs, e aí tudo pode acontecer…
      (ansioso para os playoffs)

    Fechado para comentários.

    Odds Shark Ad Bottom