“Black Monday” faz cinco vítimas

Nem bem a temporada regular terminou, as cabeças dos treinadores começaram a rolar. Confira quem ficou desempregado na chamada “Black Monday” da NFL:

Jim Schwartz – Detroit Lions: Pouca gente se surpreendeu com a demissão de Schwartz, era quase inevitável a saída dele caso os Lions não chegassem aos playoffs. Ele já resistiu bravamente no cargo após uma péssima temporada de 4-12 em 2012. Não soube trabalhar com as boas peças que tinha em mãos, grupo que já era talentoso no ano passado ficou ainda mais dinâmico com as chegada de bons reforços como Reggie Bush.  Não conseguiu vencer a NFC Norte mesmo com os rivais Green Bay Packers e Chicago Bears sofrendo sem os quarterbacks titulares em boa parte da temporada. Em cinco anos no comando dos Lions, ele computou 29 vitórias e 52 derrotas, com uma passagem rápida nos playoffs de 2010. 

Mike Shanahan – Washington Redskins: Há exatamente um ano atrás, Shanahan era ovacionado em Washington, hoje está no olho da rua. Ele não conseguiu repetir o sucesso de 2012, foram apenas três míseras vitórias nesta temporada. Muitos dizem que ele perdeu a queda de braço com o QB Robert Griffin III, estrela do time. A relação entre técnico e quarterback não foi a mesma desde os playoffs do ano anterior, quando Shanahan manteve RGIII em campo mesmo machucado, fato que agravou ainda mais a lesão no joelho do então calouro. 

Griffin não começou a temporada seguinte 100% recuperado da contusão, fato que atrapalhou o QB e os Redskins nos primeiros jogos. Segundo fontes do próprio time, o fato de ter barrado RGIII das últimas três partidas do time foi a gota d’água para o fim do ciclo de quatro anos do treinador em Washington. Fato é que Shanahan nunca mostrou grandes trabalhos após o bi-campeonato conquistado com o Denver Broncos em 1997 e 1998. Nos 15 anos após as conquistas, ele possui cinco aparições nos playoffs, com apenas uma vitória.

Greg Schiano – Tampa Bay Buccaneers: Outra demissão que já era esperada, o estilo disciplinador do treinador definitivamente não funciona na NFL. Alguns veteranos dos Bucs declararam que é simplesmente impossível de trabalhar com Schiano, disseram que o técnico quer tudo do jeito dele e não escuta o que os atletas tem a dizer. Certamente ele terá muitos convites de times universitários, Penn State deve ser o destino do treinador. Em dois anos na NFL, os dois nos Bucccaneers, ele computou 11 vitórias e 21 derrotas. Não deve receber um convite para treinar outro time da liga tão cedo. O general manager Mark Dominik também foi mandado embora.

Rob Chudzinski – Cleveland Browns:  Primeiro treinador a perder o emprego nesta “black monday”, sua demissão chocou o mundo da NFL, nenhum especialista acreditava que Chud podia não ser o comandante dos Browns em 2014. Apesar da campanha de 4-12, ele vinha fazendo um bom trabalho reerguendo a franquia, tanto que os jogadores ficaram indignados com a saída do técnico. Sete derrotas nos últimos jogos foram suficientes para os donos da franquia tomarem outro rumo na posição de técnico principal. Chudzinzki é um bom treinador e merecia mais tempo para trabalhar. Na intenção de dar um passo para frente, a direção dos Browns deu dois para trás.

Leslie Frazier – Minnesota Vikings: Mais uma demissão esperada, há algumas semanas corriam boatos que a direção dos Vikings já estava procurando um substituto para Frazier. A verdade é que nunca passou de um técnico mediano, assumiu o cargo na fogueira na semana 12 de 2010 e foi ficando. Depois que Favre se aposentou, ele não conseguiu resolver o problema de um quarterback decente para o time, no final deste ano ele trabalhava sem sucesso com Matt Cassel, Christian Ponder e Josh Freeman no elenco. Até levou o time a uma improvável disputa de playoffs ano passado, mas isso pode ser colocado muito mais na conta de Adrian Peterson do que da dele. Em 54 jogos no comando dos Vikes, ele conseguiu 21 vitórias e 32 derrotas.

Não, não está faltando o técnico Gary Kubiak nessa lista. O treinador foi demitido muito antes do final da temporada regular, no dia 6 de dezembro. Entretanto, alguns outros técnicos na berlinda podem se juntar ao seleto grupo de demitidos muito em breve. São eles: Jason Garrett (Dallas Cowboys), Joe Philbin (Miami Dolphins), Mike Munchak (Tennessee Titans) e Dennis Allen (Oakland Raiders). Ao contrário do que muitos esperavam, os dois treinadores dos times de New York já tiveram seus cargos assegurados, Rex Ryan segue no comando dos Jets, já Tom Coughlin vai poder escolher entre mais uma temporada com os Giants ou a aposentadoria.

Jornalista de Jundiaí e apaixonado pela NFL,  
Matheus Filippi é editor do @NFLBrasil.
    

    Última Jarda

    Time Última Jarda - as principais notícias do mundo da NFL estão aqui!

    3 thoughts on ““Black Monday” faz cinco vítimas

    • 31 dezembro, 2013 em 1:13
      Permalink

      E o Sr. Jerry Jones? Como é que fica?

      Resposta
    • 31 dezembro, 2013 em 2:01
      Permalink

      Aposenta Tom Coughlin, para o bem de todos…

      Resposta
    • 31 dezembro, 2013 em 17:31
      Permalink

      Mike Shanahan tirou o RGIII e foi demitido…

      Resposta

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Odds Shark Ad Bottom