Lions massacram os Packers no Dia de Ação de Graças

Calvin “Megatron” Johnson recebeu um touchdown (Site oficial/Lions)

Foi um verdadeiro massacre no Dia de Ação de Graças, nem os pobres perus sofreram tanto quanto o Green Bay Packers nesta última quinta-feira (28). Totalmente dominado no Ford Field, o time perdeu para o Detroit Lions por 40 a 10 e vê as chances de classificação para os playoffs cada dia menores. Detroit foi infinitamente superior nas trincheiras, o ataque teve 241 jardas terrestres e a defesa conseguiu sete sacks. Green Bay teve apenas 126 jardas totais no ataque, um dos piores desempenhos da história da franquia. Se os Lions não tivessem cometido quatro turnovers, a surra poderia ter sido muito pior. 

O ataque dos Lions iniciou a partida de forma avassaladora, castigando a defesa de Green Bay principalmente no jogo terrestre. Detroit dominou o primeiro quarto tanto em posse de bola (10m45) como em jardas (145) , mas não foi capaz de transformar o domínio em muitos pontos. Foram duas campanhas longas em que o time chegou próximo da endzone adversária, mas não conseguiu entrar. A primeira terminou com um fumble de Reggie Bush forçado pelo monstro Clay Matthews, a segunda prejudicada por uma saída falsa do TE Brandon Pettigrew ficou apenas em um field goal de 27 jardas convertido por David Akers.

Mesmo com um ataque bem limitado, Green Bay virou a partida no segundo período. Depois de converter um complicado chute de 54 jardas, a defesa dos Packers forçou um fumble em Matt Stafford e retornou a bola para touchdown. O quarterback dos Lions lançou uma interceptação logo na próxima campanha no ataque, foi o oitavo turnover do time nos últimos seis quartos! Apesar ótima jogada do CB Tramon Williams, Green Bay não conseguiu converter a roubada de bola em pontos.

Apesar dos erros, o ataque de Detroit dominava a defesa dos Packers, principalmente nas trincheiras. Os Lions terminaram o primeiro tempo com impressionantes 165 jardas terrestre! Carregado por seus running backs, os donos da casa viraram a partida com dois touchdowns. Primeiro Stafford achou Jeremy Ross dentro da endzone, depois Reggie Bush desfilou em uma corrida de uma jarda sem ser encostado. O estrago podia ser maior, se Akers não tivesse perdido um field goal fácil de 31 jardas. Foi a pior primeira etapa da história do ataque de Green Bay, apenas 43 jardas totais! Como Aaron Rodgers faz falta…

Ataque terrestre foi avassalador (Site oficial/Lions)

O massacre continuou na segunda etapa, os Lions dominavam a defesa de Green Bay e colocavam muita pressão no QB Matt Flynn. Detroit ampliou a vantagem com mais um TD aéreo, em uma conexão de 20 jardas com o espetacular Calvin “Megatron” Johnson. 

A partir daí começou o show dos turnovers, foram três em menos de quatro minutos! Em um dos muitos e muitos sacks sofridos, Flynn soltou a bola, fumble recuperado pelo DT C.J. Mosley. Em apenas três jogadas, Stafford lançou sua segunda interceptação na partida, feita pelo CB Sam Shields. Não demorou para Flynn devolver o presente, ele lançou uma bola ridícula nas mãos do OLB DeAndre Levy.

Detroit matou definitivamente o confronto com mais 16 pontos anotados, um safety e dois touchdowns. O primeiro terrestre do RB Joique Bell, coroando a ótima atuação dele na partida. Stafford em seguida achou Kevin Ogletree no fundo da endzone e fechou o massacre no Ford Field.

Com a vitória, o Detroit Lions se isola provisoriamente na liderança da NFC Norte com 7-5, já o Green Bay Packers com 5-6-1 estaciona na terceira colocação da divisão. As duas equipes voltam a campo no dia 09 de dezembro: Os Packers recebem o já eliminado Atlanta Falcons, enquanto que os Lions encaram o Philadelphia Eagles no Lincoln Financial Field.

Jornalista de Jundiaí e apaixonado pela NFL,  
Matheus Filippi é editor do @NFLBrasil.
    

    Última Jarda

    Time Última Jarda - as principais notícias do mundo da NFL estão aqui!

    3 thoughts on “Lions massacram os Packers no Dia de Ação de Graças

    • 28 novembro, 2013 em 20:53
      Permalink

      O Green Bay deve estar querendo draftar primeiro no ano que vem, só pode…
      Desde que comecei a acompanhar a NFL eu nunca havia presenciado uma campanha tão ruim dos Packers…
      Aff, dá até desgosto de assistir os jogos…
      Massacre total!

      Resposta
      • 28 novembro, 2013 em 23:26
        Permalink

        Sem Aaron Rodgers vc queria o que ? Esse QB que o Packers buscou é melhor que os outros 2 lixos que substituíram o Rodgers, ainda tenho fé numa pós-temporada. GO PACKERS

        Resposta
    • 29 novembro, 2013 em 22:28
      Permalink

      sera q rodgers vai jogar no próximo jogo?
      se ele jogar aposto q nois ganharemos.

      Resposta

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Odds Shark Ad Bottom