Em jogo apertado Saints batem 49ers

Garrett Hartley e o FG da vitória (Facebook/Saints)
Em partida válida pela semana 11 da NFL, o New Orleans Saints bateu o San Fracisco 49ers por 23 a 20, no Mercedes-Benz Superdome, na Louisiana. Com a vitória no confronto, os Saints conseguiram sua oitava vitória em dez jogos, enquanto os 49ers, com o tropeço, estão com seis vitórias e quatro derrotas e começam a ficar apertados com a briga do wild card da NFC para os playoffs.
 
Difícil falar de Saints e 49ers e não se lembrar da semifinal de conferência de 2011, onde houve três touchdowns em dois minutos. Com um pouco menos de emoção, mas definido nos últimos segundos, Garrett Hartley conseguiu seu sétimo chute decisivo e assim deu a vitória aos Saints em um field goal de 31 jardas no estouro do relógio.
 
O primeiro tempo terminou com o placar em 14 a 10 para os Saints, desenhando o equilíbrio que iria até o fim do jogo. No segundo tempo, só houve um touchdown, em conexão de Colin Kaepernick com Vernon Davis. Após um field goal de Phil Dawson para San Francisco e o placar marcando 20 a 14 para os visitantes, os Saints engrenaram três field goals com Hartley e sairam com a vitória.
 
Com o placar em 20 pontos e a partida encaminhando para a prorrogação, os 49ers cometeram um vacilo inaceitável. A última campanha dos Saints começou 15 jardas na frente após K. Osgood acertar Darren Sproles quando o RB já tinha pedido fair catch. Brees não perdoou e consuziu a campanha do FG da vitória.
 
Antes disso, Ahmad Brooks fez um sack muito forte em Drew Brees, que resultou em fumble, mas os árbitros assinalaram tackle na altura do pescoço, falta de 15 jardas e nova chance dos Saints avançarem. O lance foi bastante reclamado pelos 49ers e por alguns jornalistas, enquanto outros concordaram com a falta.
 
Drew Bress teve mais uma boa atuação. O baixinho lançou para 11 alvos diferentes e conseguiu 30/43, 305 jardas, um touchdown e uma interceptação. O jogo corrido gerou 92 jardas e um touchdown, tendo Pierre Thomas como o principal corredor com 49 jardas. Marques Colston foi o alvo mais ativado e mais produtivo com cinco recepções e 80 jardas – o WR se tornou o maior recebedor da história dos Saints em jardas recebidas . A defesa foi muito bem e conseguiu parar o ataque corrido e aéreo do adversário, com 15 terceiras descidas e apenas seis convertidas aos 49ers, além de apenas 12 first downs.
 
O ataque do 49ers foi mal e produziu pouco. Colin Kaepernick não é um quarterback de lançar muitas bolas por jogo, mas nesse domingo foi muito exigido. O terceiro anista acertou 17 de 31 passes e conseguiu apenas 127 jardas, um touchdown e uma interceptação. Quando o jogo aéreo vai mal, o ataque terrestre é o desafogo, mas não rendeu dessa vez. Foram apenas 86 jardas em 22 tentativas. Anquan Boldin foi razoável e recebeu seis bolas para 56 jardas e um touchdown. A defesa foi muito bem e conseguiu dar vida aos 49ers no jogo, anotando dois fumbles forçados e uma interceptação, se não fossem esses turnovers, talvez a vitória dos Saints viesse mais fácil. 

No próximo Thursday Night Football, os Saints viajam até Atlanta para enfrentar o apático Falcons no clássico da NFC South. Os 49ers seguem fora de casa e vão até Washington para enfrentar os Redskins, no Monday Night Football.


Amante da bola oval, petropolitano e futuro jornalista,
Guilherme Cohen agora é colaborador, do @NFLBrasil.
 

    Última Jarda

    Time Última Jarda - as principais notícias do mundo da NFL estão aqui!

    7 thoughts on “Em jogo apertado Saints batem 49ers

    • 18 novembro, 2013 em 20:03
      Permalink

      Sério que alguém tem duvida que isso aí foi falta?
      Se não pode sequer pode puxar o jogador pelo colarinho do pescoço, imagina da uma pancada na altura do pescoço.
      Falta clara.

      Resposta
    • 18 novembro, 2013 em 20:43
      Permalink

      Quase arrancou fora o pescoço do Brees

      Tem que ser muito hater mesmo pra falar que não foi falta.

      Resposta
    • 19 novembro, 2013 em 1:09
      Permalink

      Concordo com o que o Paulo Antunes falou no Semana NFL. O Brees é muito pequeno e o jogador dos Niners muito grande… Não tinha como evitar.

      Foi forte sim, mas foi mais feio do que ilegal.

      Resposta
      • 19 novembro, 2013 em 12:52
        Permalink

        Não há mais ilegal ou menos ilegal, é ilegal ou não é. Por essa lógica da estatura, vale tudo no Sproles? O defensor inicialmente atingiu o ombro, mas depois atingiu o pescoço e ainda puxou a parte inferior do capacete. Parafraseando os comentaristas do nosso futebol, “sem querer também é falta”.

        Resposta
      • 19 novembro, 2013 em 17:55
        Permalink

        Concordo com você amigo, sem querer também é falta.
        Se não pode sequer puxa o colarinho do pescoço, imagina da uma porrada na altura do pescoço.

        Resposta
    • 19 novembro, 2013 em 17:53
      Permalink

      Afff..NFL vai virar basquete, agora? Tá bom, foi ilegal…mas duvido que seria marcada falta se o tackle tivesse sido em outro jogador. Agora é foda derrubar os anões pq todo contato neles vai ser do pescoço pra cima! E digo mais: da pra ver claramente como o jogador dos 49ers evita o contato com o capacete e por isso atingiu o Brees perto do pescoço. Se ele tivesse ido um pouco mais pra baixo, fatalmente teríamos um choque muito mais feio, contra o capacete do Brees, pela diferença de altura.

      Resposta

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Odds Shark Ad Bottom