Chiefs perdem para os Chargers em jogo de oito viradas

O TE dos Chargers, Ladarius Green, ganha
da defesa dos Chiefs em TD (NFL.com)
A partida entre San Diego Chargers e Kansas City Chiefs, no Arrowhead Stadium, estava longe de ser uma das mais equilibradas de domingo. Porém, Phillip Rivers e companhia mostraram um grande poderio ofensivo da franquia de San Diego vencendo a partida por 41 a 38. O QB lançou para 398 jardas e três touchdowns para sacramentar a segunda derrota seguida do time comandado por Andy Reid na temporada.
 
É sabido que o maior trunfo dos Chiefs até agora na temporada é a defesa e, quando essa não funciona, não tem um ataque muito produtivo para suprir a diferença de pontos. As lesões dos linebackers Tamba Hali e Justin Houston (que combinam para 20 sacks e cinco fumbles forçados na temporada), já no 2º quarto, fizeram do time uma presa fácil. E mesmo com os Chiefs jogando em sua própria casa, contra uma das piores defesas da NFL, não conseguiram a vitória.
 
A primeira pontuação foi dos Chargers, com FG de 30 jardas de Nick Novak. A primeira virada já veio em seguida, com um belo passe de 32 jardas de Alex Smith para o TD de Donnie Avery. No segundo quarto, Jamaal Charles amentou a vantagem dos Chiefs com um TD corrido. Mas, em seguida, Rivers comandou uma boa campanha de 11 jogadas, que terminou com TD para Danny Woodhead.
 
Na primeira campanha do segundo tempo, os Chargers viraram a partida com um TD corrido de Ryan Matthews. Destaque para o lindo passe de Rivers para o WR Eddie Royal, convertendo uma terceira descida para 10 jardas, que terminou com um ganho de 54 jardas. Em seguida, numa campanha recheada de penalidades da defesa de San Diego, que renderam 42 jardas para Kansas, Charles terminou com mais uma virada num touchdown terrestre.
 
A quarta virada da partida veio ainda no terceiro quarto. Smith foi interceptado pelo SS Marcus Gilchrist e em duas jogadas os Chargers entraram na endzone com Woodhead correndo. Porém, o TE Anthony Fasano tratou de virar a partida para os Chiefs novamente, depois de receber um passe curto de Smith e ir até a endzone de San Diego. O time de Kansas City sofria, mas vencia o jogo por 28 a 24 e faltava só um quarto pra concretizar a vitória.
Ajirotutu com a recepção da vitória
sobre os Chiefs, fora de casa (Twitter/Chargers)

O único problema era que Rivers não parava de comandar bons ataques e Novak acertou outro FG de 30 jardas para diminuir a vantagem dos Chiefs. Em seguida foi a vez de Ryan Succop, que convertou o primeiro field goal dele na partida. Mas a sexta virada da partida viria logo após o TE Ladarius Green percorrer 60 jardas até a endzone, depois de uma recepção no meio do campo. Com quase quatro minutos no relógio pra trabalhar, Smith preferiu conectar passes rápidos para anotar mais um TD no two-minute warning em recepção de Dwayne Bowe.

Com a bola e pouco mais de um minuto para tentar a oitava virada da partida, os Chargers conseguiram um touchdown espetacular em uma recepção de 26 jardas do WR Seyi Ajirotutu, que, finalmente, fechou o placar em Kansas.
 
Os Chargers fizeram uma excelente partida ofensiva. Rivers mostrou muita vontade de ganhar a partida o tempo todo, sempre eufórico nas pontuações. A chance de playoff é vaga, mas San Diego mostra que pode dar mais trabalho e reagir na temporada. A confirmação disso pode ser no próximo domingo, na partida contra os Bengals, no Qualcomm Stadium. Já os Chiefs têm a difícil tarefa de voltar a vencer jogando contra os Broncos, ainda no Arrowhead Stadium, também no próximo domingo.


Nordestino de São Luis-MA, mineiro de Mariana de coração
e graduado em comunicação, Marcelo Camelo é um
alucinado em esportes americanos

 

    Última Jarda

    Time Última Jarda - as principais notícias do mundo da NFL estão aqui!

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Odds Shark Ad Bottom