Após virada épica, Patriots vencem Broncos com field goal na prorrogação

Brady comanda uma virada épica no segundo tempo (Site oficial/Patriots)

Que jogo, meus amigos, que jogo! Com certeza absoluta o Sunday Night Football deste domingo (25) foi uma das melhores partidas da história da NFL, daquelas que ficarão eternamente gravadas na memória dos amantes de futebol americano. Com um chute de 31 jardas na prorrogação, o New England Patriots venceu o Denver Broncos por 34 a 31, na primeira vez que o duelo entre Peyton Manning e Tom Brady foi para o tempo extra. O camisa 12 levou a melhor tirando uma vantagem de 24 pontos no intervalo, uma das maiores viradas de todos os tempos. Foi a primeira vez na carreira que Manning perdeu uma partida vencendo por 21 ou mais pontos.

O torcedor presente no Gillette Stadium não ficou nada feliz com o começo da partida, os Patriots sofreram nada menos que três, isso mesmo, três fumbles no primeiro quarto, todos recuperados por Denver. Isso porque New England é um dos melhores times no saldo de turnovers este ano, foram apenas cinco fumbles na temporada inteira. Foi a pior performance de turnovers no primeiro período desde a chegada do técnico Bill Belichick em 2000.

Os Broncos não perdoaram, converteram as roubadas de bola em 17 pontos. Destaque para o linebacker Von Miller: primeiro ele recuperou o fumble do RB Stevan Ridley (mais um) e retornou para touchdown, logo em seguida tirou a bola da mão de Tom Brady! Bem próximo da endzone, o RB Knowshon Moreno precisou de duas corridas para anotar o segundo TD de Denver na noite.

O RB Legarrette Blount substituiu Ridley após do erro, em poucas jogadas no backfield já sofreu um fumble forçado pelo safety Duke Ihenacho. Dessa vez Denver não conseguiu um touchdown, ficou com um field goal de 27 jardas convertido pelo kicker Matt Prater. Os Broncos dominavam nas trincheiras tanto no ataque como na defesa, a partida estava 17 a 0 no final do primeiro período e Peyton Manning havia lançado apenas cinco passes.

Broncos abriu 24 a 0 no primeiro tempo (Site oficial/Broncos)

Pela baixa temperatura e a força do vento em Foxboro, era esperado que os times corressem mais com a bola. O que surpreendeu a todos foi a facilidade que Denver tinha para estabelecer o jogo terrestre, o time conseguiu 137 jardas pelo chão só no primeiro tempo! Os Broncos ampliaram a vantagem em um drive liderado por Moreno que terminou com um passe para touchdown de Manning para o TE Jacob Tamme.

New England atuava muito abaixo do esperado, Brady sofria para achar seus alvos e o jogo corrido não funcionava. O time sofreu mais três fumbles no segundo quarto, mas dessa vez recuperou todos. Sem conseguir fazer nada de produtivo, os Patriots foram para o intervalo perdendo por 24 pontos, maior diferença no placar desde o distante ano de 1998.

Os Patriots voltaram com uma atitude completamente diferente na segunda etapa. Sem exageros, parecia que outro time colocou o uniforme e foi para campo. Precisando de muitos pontos, Brady conseguiu tirar o zero do placar já na volta para o segundo tempo, precisou de sete passes para encontrar Julian Eldeman na endzone.

Eis que os turnovers também apareceram pelos lados de Denver, como uma roubada de bola muda totalmente o rumo de uma partida. O DE Dane Fletcher forçou um fumble do RB calouro Montee Ball, New England recuperou a posse de bola e não perdoou. Em apenas seis jogadas, os Patriots chegaram no segundo TD da noite com um avanço curto do running back Brandon Bolden, o quarto jogador a correr com a bola para os donos da casa.

Os Patriots tinham total controle da partida, a defesa conseguia anular Moreno e o ataque chegava ao terceiro touchdown seguido antes do fim do terceiro quarto. Preciso nos lançamentos, Brady fazia o que queria da secundária de Denver. A conexão com Gronkowski foi o 350º touchdown da carreira do camisa 12, quinta maior marca da história da NFL.

Eldeman e o touchdown da virada (Site oficial/Patriots)

A fantástica virada veio já no começo do último período, aproveitando mais um turnover dos Broncos. O safety calouro Logan Ryan interceptou Manning e colocou os Patriots em ótima posição de campo, Brady em apenas três jogadas achou mais uma vez Eldeman e anotou o TD que dava a New England a liderança no placar pela primeira vez na noite. Os Patriots chutaram um field goal logo em seguida, colocando a diferença em sete pontos.

Atrás no marcador, Manning resolveu entrar em campo no segundo tempo. Ele se redimiu da interceptação e comandou um longo drive de 10 jogadas, que acabou com um lindo passe do camisa 18 para Demaryius Thomas no fundo da endzone, empatando a partida em Foxboro. Nenhum dos times conseguiu posicionar o seu kicker para tentar o field goal da vitória até o final do tempo normal, fato que levou a partida para a prorrogação.

As duas equipes tiveram a posse de bola várias vezes no tempo extra, mas não conseguiram pontuar. Isso até um improvável personagem decidir o jogo, o DB Tony Carter fez uma das maiores burradas da história da NFL. Ele não saiu da frente da bola no retorno de um punt nos minutos finais, a bola bateu nele e ficou em campo, portanto, viva.  New England recuperou a posse a poucas jardas da endzone adversária, converteu um field goal de 31 jardas e venceu de forma espetacular em Foxboro.

Os Broncos estacionam em 9-2 e perdem a chance de assumir a liderança isolada da AFC Oeste, já os Patriots seguem firme na ponta da AFC Leste com oito vitórias e três derrotas. As duas equipes retornam a campo fora de casa no próximo domingo (1): Denver faz mais um emocionante duelo contra o rival de divisão Kansas City Chiefs, já os Patriots  encaram o decadente Houston Texans.

Jornalista de Jundiaí e apaixonado pela NFL,  
Matheus Filippi é editor do @NFLBrasil.
    

    Última Jarda

    Time Última Jarda - as principais notícias do mundo da NFL estão aqui!

    4 thoughts on “Após virada épica, Patriots vencem Broncos com field goal na prorrogação

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Odds Shark Ad Bottom