Prévia da temporada 2013: Detroit Lions

Detroit Lions

Estádio: Ford Field

Dono: William Clay Ford

Títulos de Super Bowl: O time nunca chegou a um Super Bowl

Posição em 2012: (4 – 12) Quarto colocado na NFC North

Técnico: Jim Schwartz

A estrela: Calvin “Megatron” Jonhson

Quem pode surpreender: Reggie Bush

Draft 2013:
Ezkiel Ansah – DE
Darius Slay – CB
Larry Warford – G
Devin Taylor – DE
Sam Martin – P
Correy Fuller – WR
Theo Riddick – RB
Michael Williams – TE
Brandon Hepburn – ILB 

Plantel do Detroit Lions
Quarterbacks
  • 11 Shaun Hill
  •  7 Thaddeus Lewis
  •  4 Kellen Moore
  •  5 Matthew Stafford
Running Backs
  • 39 Joique Bell
  • 21 Reggie Bush
  • 43 Shaun Chapas
  • 32 Mikel Leshoure
  • 34 Steven Miller
  • 29 Montell Owens FB
  • 45 Theo Riddick
Wide Receivers
  • 14 Terrence Austin
  • 12 Ryan Broyles
  • 17 Nate Burleson
  • 80 Kris Durham
  • 13 Patrick Edwards
  • 81 Corey Fuller
  • 83 Calvin Johnson
  • 15 Micheal Spurlock
  • 18 Devin Thomas
  • 16 Mike Thomas
  • 84 Matthew Willis
  • 84 Cody Wilson
Tight Ends
  • 47 Joseph Fauria
  • 89 Brandon Pettigrew
  • 88 Tony Scheffler
  • 49 Matt Veldman
  • 87 Michael Williams

Offensive Linemen
  • 72 Rodney Austin G
  • 78 Jason Fox T
  • 60 Dylan Gandy C
  • 70 Derek Hardman G
  • 73 Leroy Harris G
  • 76 Corey Hilliard T
  • 63 Austin Holtz T
  • 61 Darren Keyton G
  • 75 Bill Nagy G
  • 64 Dominic Raiola C
  • 77 Riley Reiff T
  • 67 Jake Scott G
  • 65 Rob Sims G/C
  • 66 LaAdrian Waddle T
  • 62 Larry Warford G
Defensive Linemen
  • 93 Ezekiel Ansah DE
  • 58 Braylon Broughton DE
  • 70 Nick Fairley DT
  • 90 Israel Idonije DE
  • 59 Jason Jones DE
  • 68 Ronnell Lewis DE/DT
  • 96 C. J. Mosley DT
  • 69 Spencer Nealy DE
  • 79 Ogemdi Nwagbuo DT
  • 91 Jimmy Saddler-McQueen DT
  • 74 Ndamukong Suh DT
  • 99 Devin Taylor DE
  • 97 Willie Young DE

Linebackers
  • 50 Alex Elkins OLB
  • 44 Cory Greenwood MLB
  • 41 Brandon Hepburn MLB
  • 55 DeAndre Levy OLB
  • 53 Travis Lewis OLB
  • 51 Carmen Messina MLB
  • 56 Jon Morgan MLB
  • 57 Ashlee Palmer OLB
  • 49 Stephen Tulloch MLB
  • 49 Tahir Whitehead OLB
Defensive Backs
  • 23 Ron Bartell CB
  • 33 Bill Bentley CB
  • 38 Don Carey SS
  • 43 Louis Delmas FS
  • 37 Jonte Green CB
  • 26 Chris Greenwood CB
  • 27 Chris Hope SS
  • 31 Chris Houston CB
  • 20 D. J. Johnson CB
  • 25 Tyrell Johnson SS
  • 35 DeQuan Menzie CB
  • 42 Martavius Neloms FS
  • 22 Glover Quin SS
  • 36 Ricardo Silva SS
  • 40 Darius Slay CB
  • 24 Amari Spievey SS
  • 24 Ross Weaver CB
  • 24 John Wendling FS
Special Teams
  • 19 David Akers K
  • 48 Blake Clingan P
  •  2 Sam Martin P
  • 10 Don Muhlbach LS
  • 46 Håvard Rugland K


O Detroit Lions foi a maior decepção da temporada passada, muito pouca produtividade pelos jogadores talentosos que possui. Após quebrar um jejum de 12 anos e retornar aos playoffs em 2011, a expectativa era de mais um ano brigando para estar na pós-temporada. Bom, não foi bem assim. O QB Mathew Stafford ficou muito próximo das cinco mil jardas, Calvin Johnson bateu o recorde de jardas recebidas em uma única temporada e mesmo assim o time computou apenas quatro vitórias e 12 derrotas, sendo oito delas de forma consecutiva. Como explicar isso?

Um bom começo é analisar o desempenho do quarterback. Praticamente com o mesmo número de jardas aéreas (4967 em 2012 e 5038 em 2011), Stafford lançou metade dos touchdowns no ano passado, apenas 20 comparados aos 41 de 2011. Fato que deixa evidente o principal problema dessa equipe: transformar jardas em pontuação. Foram 6540 jardas totais para 37 touchdowns do ataque, ou seja, Detroit marcou um TD a cada 177 jardas percorridas.

Um dos motivos disso é a instabilidade na posição de running back, por muitas vezes os Lions ficaram muito próximos da endzone e marcavam field goals ao invés de TDs. Para tentar resolver o problema, os Lions foram buscar Reggie Bush, um dos melhores RBs disponíveis no free agency.

Apesar do time priorizar o passe, Bush deve ter bem mais carregadas do que muitos imaginam. O coordenador ofensivo Scott Linehan é famoso por explorar sempre as fragilidades dos esquemas defensivos, certamente deve explorar os buracos quando os LBs subirem para coberturas duplas em Megatron. Atenção pessoal do fantasy, se ficar saudável, Bush é uma ótima escolha para seu time, além de correr bem ele certamente receberá muitos passes curtos de Stafford.

Para o outro problema desse ataque, a falta de um WR sólido ao lado de Calvin Johnson, Detroit ainda não parece ter uma solução. Com a dispensa de Titus Young, Nate Burleson e o jovem Ryan Broyles devem brigar pela posição. A questão é que ambos sofrem para ficar saudáveis, Burleson perdeu 10 jogos ano passado por quebrar a perna e Broyles após um começo promissor rompeu o ligamento cruzado anterior do joelho.

Na defesa, o ponto de interrogação é a linha defensiva. As saídas dos dois DEs titulares, Cliff Avril e Kyle Vanden Bosh, devem ter um impacto no pass rush da equipe em curto prazo. Para a posição de left end,os Lions trouxeram Jason Jones, que estava jogando de DT nos Titans. Aberto na direita deve atuar o calouro Ziggy Ansah, 5º escolha geral do draft desse ano. Apesar das comparações com Jason Pierre Paul, a falta de experiência na NFL deve pesar, não espere mais de dois ou três sacks dele este ano.

Caberá aos defensive tackles Ndamukong Suh e Nick Fairley aproveitarem o esquema wide 9 e pressionarem o QB adversário. Ambos combinaram para 12,5 sacks em 2012, ótimo número para dois DTs. O problema é que ambos também somaram 15 faltas ano passado. Se Detroit pretende chegar a algum lugar, esse número deve cair pelo menos pela metade.

A secundária também ganhou reforços, em teoria deve vir muito mais forte nesta temporada.  Os Lions trouxeram o safety Glover Quin, do Houston Texans, para fazer parceria com Louis Delmas e usaram a 2º escolha do draft no promissor cornerback Darius Slay. O calouro deve formar uma boa dupla com Chris Houston, jogador que foi muito sólido ano passado.

Previsão do NFL Brasil: Certamente o Detroit Lions fará uma campanha melhor em 2013, mas pensar em playoffs já é outra história. O time fará 9-7 ou 10-6, agora é impossível saber se isso será o suficiente para chegar a pós-temporada na sempre acirrada NFC.


Jornalista de Jundiaí e apaixonado pela NFL,  
Matheus Filippi é editor do @NFLBrasil.
 

    Última Jarda

    Time Última Jarda - as principais notícias do mundo da NFL estão aqui!

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Odds Shark Ad Bottom