Em jogo épico, Falcons batem os Seahawks e estão na final da NFC

Muita sorte de quem estava na frente da televisão vendo a NFL na tarde deste domingo, pois pôde presenciar um dos melhores jogos da história da NFL. 20 pontos atrás no placar no início do último período, o Seattle Seahawks teve um último quarto histórico conseguiu virar a partida faltando 30 segundos para o final. Jogo definido? Não, amigos, estamos falando do melhor esporte do planeta. O Atlanta Falcons avançou 41 jardas em 15 segundos, posicionaram seu kicker para um field goal de 49 jardas e retomaram a ponta, para delírio do torcedor presentes no Georgia Dome.
Toda a pressão colocada no time de Atlanta veio à tona no início da partida, o QB Matt Ryan, muito criticado por nunca vencer na pós-temporada, não começou bem o jogo. Ele errou um passe relativamente fácil para o WR Roddy White dentro da endzone, obrigando o time a ficar com os três pontos do field goal, e  lançou uma interceptação nas mãos do LB Bobby Wagner. O estrago não foi tão grande, pois Seattle não conseguiu aproveitar o turnover. Marshawn Lynch retribuiu o presente de Ryan e sofreu um fumble na linha de 39 jardas do campo de ataque, devolvendo a posse da bola para Atlanta.

Apesar de ter o quarto pior ataque terrestre da NFL, os Falcons estabeleceram com sucesso o jogo corrido, trabalhando bem o relógio e mantendo o bom ataque de Seattle sentadinho no banco de reservas. Com boas corridas de Michael Turner e Jaquizz Rodgers impulsionando o time, os Falcons anotaram mais 17 pontos no placar: um TD de uma jarda recebido pelo lendário Tony Gonzalez, um field goal de 37 jardas chutado por Matt Bryant no meio do “Y”e um lindo touchdown de 47 jardas na mortal conexão Ryan – White.  Os números do final do primeiro tempo mostram claramente a diferença de produtividade de um ataque quando estabelece o jogo terrestre: os dois times empataram em jardas aéreas, 153 no total, mas Atlanta teve 133 jardas pelo chão, contra 58 de Seattle.

Perdendo por 20 pontos no início da segunda etapa, os Seahawks voltaram com uma mentalidade mais agressiva e diminuíram a diferença no marcador já na primeira campanha. Com ótima proteção da linha ofensiva, Russel Wilson achou Golden Tate livre e o wide receiver correu 27 jardas até a endzone, renovando as esperanças do torcedor de Seattle. Mas o problema dos Seahawks  era que Atlanta estava controlando o relógio e marcando pontos. Com mais de sete minutos de posse, o time marcou mais um TD em uma corrida de cinco jardas de Jason Snelling e voltou a colocar 20 pontos de diferença no final do terceiro período.


Foi no último quarto que os privilegiados espectadores presenciaram um dos melhores jogos da história dos playoffs. Foram três touchdowns dos Seahawks marcados no último período, sendo o último deles anotado com uma corrida de Marshawn Lynch a 30 segundos do fim do jogo. Méritos da virada principalmente para Russel Wilson, o calouro teve um desempenho absurdo com 378 jardas e três touchdowns, batendo o recorde de jardas de um novato em um jogo de pós-temporada.

Matt Ryan tinha 30 segundos e dois tempos para pedir, jogo definido no Georgia Dome? Longe disso. Com dois passes precisos, ele avançou 41 jardas em 15 segundos e posicionou seu kicker para um field goal de 49 jardas. Matt Bryant sem dificuldades colocou a bola no meio do “Y” e classificou Atlanta para a final da NFC. O time receberá o San Francisco 49ers no próximo domingo, no duelo que vale uma vaga no Super Bowl em New Orleans.

Jornalista de Jundiaí e apaixonado pela NFL, Matheus 
Filippi é colaborador do @NFLBrasil.


    Última Jarda

    Time Última Jarda - as principais notícias do mundo da NFL estão aqui!

    15 thoughts on “Em jogo épico, Falcons batem os Seahawks e estão na final da NFC

    • 13 janeiro, 2013 em 21:47
      Permalink

      Esse Wilson é de outro planeta , joga demais pqp. Mas foi uma pena os Falcos ter acertado o Field , vou torcer pro 49ers agora hehe

      Resposta
    • 14 janeiro, 2013 em 1:11
      Permalink

      Além do espetacular jogo de Russel Wilson e da horrível marcação terreste de sua defesa, outro fato marcante foi a queda de sinal do Esporte Interativo na hora do Field Goal (saiu do ar nas parabólicas).

      Este esporte é o melhor do mundo!
      Se você encontrar alguém que ainda critica sem conhecer o jogo, dizendo que é só pancada, muito demorado, que não entende as regras. Mande-o assistir umas 3 partidas e não fale mais nada, deixe o cara decidir se quer viver tais emoções.

      Resposta
      • 14 janeiro, 2013 em 9:43
        Permalink

        Perdi o sinal também. Lembrei do comercial das pilhas que acabam na hora do penalty. Corri para o PC e fiquei sabendo do resultado depois. Não sei se o Falcons será o melhor adversário para para os 49rs, talvez jogando em casa tenha um pouco mais de chance principalmente se aquele defensor lesionado voltar. Minha torcida é para as “surpresas” Ravens ou Falcons ganharem, mas é mais certo que a final seja Patriots é 49rs; ai a minha torcida é Patriots.

        Resposta
      • 14 janeiro, 2013 em 12:07
        Permalink

        Queria ver o Tony Gonzalez campeão, mas qualquer um toma ferro do Patriots no Super Bowl.
        Vou torcer para os Ravens domingo, pois sou anti-patriots, mas vai ser difícil segurar aquele ataque interrogação (defesa nenhuma sabe quem é o homem do TD com Gronkowski fora, Hernandez o primeiro candidato).

        Resposta
    • 14 janeiro, 2013 em 1:25
      Permalink

      E os Falcons ganharam o jogo aproveitando o mesmo tempo restante que o Broncos não aproveitaram contra os Ravens. Sendo que o Broncos jogava na altitude, onde um field goal mais longo era de possível conversão.

      Resposta
      • 14 janeiro, 2013 em 23:13
        Permalink

        Vc acha que qualquer time normal avançaria 41 yards e pontuaria com pelos menos um field em 30s? E os Broncos desperdiçaram uma grande chance podendo pontuar facilmente em 30s? Se tá de brincadeira.
        O que os Falcões fizeram foi coisa de outro mundo, momento único, singular. Inexplicável num esporte. Cometa passando na terra ou eclipse lunar.

        Resposta
    • 14 janeiro, 2013 em 1:42
      Permalink

      puta merda fui na casa da minha namorada e perdi o final do jogo !
      Achei que apos os 20 a 0 o jogo ja estava decidido !
      Mas lembrando aquele jogo entre Patriots e 49ers nao da pra pensar assim !
      Jogao !!!

      Resposta
    • 14 janeiro, 2013 em 19:20
      Permalink

      Deu a final que eu tinha previsto na Nfc. Não entendo porque ninguém aposta nos Falcons. Tiveram ótima campanha na temporada.
      Eu também estranhei os Broncos simplesmente terem ajoelhado naquele momento. Faltou coragem….

      Resposta
      • 14 janeiro, 2013 em 20:02
        Permalink

        Não apostei nos Falcons pois só confio no Tony Gonzalez daquele ataque, o resto eu acreditava que poderia tudo pipocar.

        Resposta
      • 14 janeiro, 2013 em 20:17
        Permalink

        E a defesa que foi uma avenida terrestre na temporada regular, só arrumaram pros playoffs.

        Resposta
    • 15 janeiro, 2013 em 16:08
      Permalink

      Luciano , o que ocorreu nesse jogo não é tão raro assim como você diz. Ano passado mesmo vi coisa semelhante acontecendo nos playoffs, no jogo entre Saints e 49ers. Não lembro – nem dá para pesquisar agora – quanto tempo restava quando SF pontuou, NO passou a frente e, já no finzinho, SF pontuou de novo.

      Resposta
    • 16 janeiro, 2013 em 5:18
      Permalink

      esse do saints eu lembro 49ers ganhando de 17 a 0 e o Saints foi buscar e empatar a partida no começo do 3º quarto foi um jogaço daqueles tbm , mas esse do Falcons @ Seahaws foi demais 20 a 0 e eles conseguiram buscar no final do 3º onde no começo do mesmo quarto ja estava quase dado Falcons na final da NFC , e vale lembrar o calouro RW3 que é um puta de um QB acho que ele leva o calouro do ano .

      Resposta

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Odds Shark Ad Bottom