Em um show de turnovers dos Eagles, Bengals vencem e seguem vivos

Se há uma equipe que se afunda com os próprios erros, ela se chama Philadelphia Eagles, mais uma vez os turnovers cometidos custaram uma vitória. Méritos para o Cincinnati Bengals, o time soube transformar as roubadas de bola em pontos e conquistou uma bela vitória por 34 a 13 fora de casa.  O triunfo no Thursday Night abriu a decisiva semana 15 da National Football League.
Tudo bem que a fase do Philadelphia não anda nada boa, agora nem o torcedor mais desacreditado esperava um começo tão ruim do time. O WR Jeremy Maclin não protegeu a bola e acabou sofrendo um fumble logo no segundo snap do jogo, recuperado pelo Bengals já no campo de ataque. Cincinnati aproveitou o turnover forçado e abriu o placar com uma corrida curta do RB Benjarvus Green-Ellis. O segundo drive de Philly também terminou de forma bizarra, Mat McBriar chutou o punt nas costas do próprio companheiro de time, uma cena digna dos Trapalhões. Os visitantes recuperaram a posse dentro da redzone, mas tiveram que se contentar com três pontos do field goal.
As coisas começaram a melhorar para os donos da casa no segundo quarto, o torcedor presente no Lincoln Financial Field viu um Eagles bem diferente em campo. A defesa teve sucesso em parar Andy Dalton e o ataque começou a pontuar. Em uma campanha rápida, Philadelphia caminhou 66 jardas e marcou seu primeiro TD na conexão Nick Foles – Riley Cooper. A maré realmente estava mudando em Philly, o time forçou dois fumbles em Andy  Dalton… E recuperou!Não, você não leu errado. O pior time da NFL nesse quesito recuperou três fumbles na temporada toda e dois no segundo quarto desse jogo. Entretanto, a defesa do Bengals apareceu muito bem na redzone, obrigando o Eagles a chutar dois field goals curtos.
A volta do intervalo exemplificou exatamente o que é o Philadelphia Eagles em 2012, após alguns momentos competitivos, um desastre completo. Foram três turnovers cometidos em menos de quatro minutos, resultando em dois touchdowns e um field goal para Cincinnati. Teve de tudo, interceptação de Nick Foles, fumbles do RB Bryce Brown e do TE Clay Harbor. O Bengals soube aproveitar as boas posições de campo e praticamente matou o jogo ao abrir 27 a 13.
O Eagles ainda sofreu mais um fumble no último quarto, sim, mais um, Cedric Thorton soltou a carne ao tentar retornar um kickoff. O Bengals começou a campanha já na linha de 33 jardas do campo de ataque, liquidando a fatura em um TD de 5 jardas na já famosa conexão Andy Dalton – A.J. Green.
Vitória que dá ânimo ao Cincinnati na reta decisiva dos playoffs, o time chega a 8-6 e continua na briga por umas das vagas. A próxima semana será decisiva para qualquer pretensão de pós-temporada, o Bengals viaja até Pittsburgh para fazer um duelo de vida ou morte contra o Steelers. Já pensando nas primeiras escolhas do draft 2013, o Eagles recebe o Washington Redskins na semana 16.
Jornalista de Jundiaí e apaixonado pela NFL, Matheus 
Filippi é colaborador do @NFLBrasil.

    Última Jarda

    Time Última Jarda - as principais notícias do mundo da NFL estão aqui!

    3 thoughts on “Em um show de turnovers dos Eagles, Bengals vencem e seguem vivos

    • 14 dezembro, 2012 em 13:24
      Permalink

      Não esperava muito dos Eagles, talvez o fator de jogar em casa… mas os fumble foram demais.

      Bengals se sentiu em casa!!

    • 14 dezembro, 2012 em 16:54
      Permalink

      O Eagles estava tentando superar o Jets (no jogo contra o Patriots) em matéria de fumbles mais patéticos da temporada. Só pode ser essa a explicação.

      Aliás, as duas franquias, junto com o Cardinals, são as maiores decepções dessa temporada.

    • 15 dezembro, 2012 em 3:33
      Permalink

      Verdade Paulo… Se não for essa explicação melhor os jogadores dos Eagles cortarem a manteiga da dieta deles. kkk

    Fechado para comentários.

    Odds Shark Ad Bottom