“Black Monday” faz as primeiras vítimas, veja quem perdeu o emprego

Nem bem a temporada regular terminou, as cabeças dos treinadores começaram a rolar. Confira quem ficou desempregado na chamada “Black Monday” da NFL:
Lovie Smith – Chicago Bears
Sem dúvida a demissão mais surpreendente da Black Monday. Apesar de ter levado os Bears ao Super Bowl em 2006, Smith falhou em classificar seu time nos playoffs em cinco dos últimos seis anos.  Ele sempre armou boas defesas, mas falhou em melhorar um ataque que no papel tinha tudo para ser um dos melhores da liga.

Andy Reid – Philadelphia Eagles
Embora já esperada, é uma decisão de impacto no mundo da NFL. É o fim de uma era, Reid era o técnico que estava a mais tempo no comando de um time da liga. Em 14 anos de trabalho, foram nove aparições nos playoffs, seis títulos de divisão e a final do Super Bowl de 2004. Reid deixa o comando das Águias com um recorde de 130-93-1, não vai ficar desempregado por muito tempo.

Norv Turner – San Diego Chargers
Ainda não é oficial, mas fontes dão como certa as demissões do treinador e do general manager A. J. Smith. Após uma campanha sofrível em 2011, Smith e Turner ganharam um voto de confiança para 2012. Ao que parece, a paciência lá em San Diego acabou. Os Chargers terminaram a temporada 7-9, a primeira com mais derrotas do que vitórias desde 2003. Turner levou o time à final da conferência logo no seu primeiro ano no comando da equipe, mas desde então o desempenho tem caído ano após ano. Há três temporadas o torcedor do Chargers não sabe o que é pós-temporada.

Ken Whisehunt – Arizona Cardinals
Quatro anos depois de levar o time a um inesperado Super Bowl, Whisehunt não é mais o técnico do Cardinals. Ele e o general manager Rob Graves foram demitidos nesta segunda-feira e não fazem mais parte da equipe. O que um quarterback de elite não faz na vida dos treinadores da NFL… Enquanto o QB Kurt Warner esteve por lá, Whisehunt acumulou 27 vitórias e 21 derrotas, dois títulos da NFC West e uma final de SB. Após a aposentadoria de Warner, um desempenho pífio de 18-30 nas últimas três temporadas. O maior erro da dupla Whisehunt – Graves foi aquele movimento agressivo para tirar o quarterback Kevin Kolb do Philadelphia Eagles, jogador que no final das contas não acrescentou nada ao ataque do Cardinals.

Chan Gailey – Buffalo Bills
Após três temporadas medianas no commando dos Bills, Gailey não é mais o técnico do time. Ele fecha um ciclo em Buffalo com um recorde de 16-32 no comando da equipe, muito abaixo do que se esperava dele. Especialista em armar ataques, ele sofreu para acertar a defesa dos Bills, foram três coordenadores defensivos diferentes quando ele estava no comando.

Pat Shurmur  – Cleveland Browns
Cleveland pode não ter um elenco digno de Super Bowl, mas certamente é melhor que uma campanha de 5-11 indica. Além de ter sido prejudicado com a troca de comando do time, Shurmur mostrou diversas falhas no comando da equipe.  A falta de criatividade nas jogadas e a incapacidade de desenvolver os QBs Colt McCoy e Brandon Weeden custaram o emprego de Shurmur.

Romeo Crennel – Kansas City Chiefs
Não é muita novidade o técnico com a pior campanha da liga perder seu emprego, dificilmente um treinador mantém seu cargo após um desempenho de 2-14. Contando o tempo como interino e técnico principal, Crennel soma 4 vitórias e 15 derrotas. O Kansas City Chiefs teve a pior campanha da NFL e levou 5 jogadores ao Pro Bowl, a demissão de Crennel é inquestionável.

Embora nada esteja confirmado ainda, mais alguns nomes estão na corda bamba. Ron Rivera (Panthers), Jim Shwartz (Lions) e Mike Mularkey (Jaguars) podem ser as próximas vítimas da Black Monday, agora é esperar para ver.

Jornalista de Jundiaí e apaixonado pela NFL, Matheus 
Filippi é colaborador do @NFLBrasil.

    Última Jarda

    Time Última Jarda - as principais notícias do mundo da NFL estão aqui!

    3 thoughts on ““Black Monday” faz as primeiras vítimas, veja quem perdeu o emprego

    • 31 dezembro, 2012 em 20:13
      Permalink

      O caboclo dos Bears não seria um bom coordenador defensivo nos Giants?

      Resposta
      • 31 dezembro, 2012 em 21:59
        Permalink

        Certamente, o New York Giants precisa urgente de uma defesa sólida, mas não a ponto de contratar Lovie Smith. Com o dinheiro dos Giants, dá pra tirar o coordenador defensivo do Atlanta Falcons ou do Houston Texans.

        Resposta

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Odds Shark Ad Bottom