Patriots massacra os Jets no dia de ação de graças

O que o New England Patriots fez com o New York Jets devia ser ilegal em alguns estados, de tão feio que foi o massacre. Com um segundo quarto avassalador, Brady e companhia venceram por 49 a 19 no jogo que fechou a rodada do Thanksgiving da NFL. O curioso desse placar é que é a primeira vez na história da liga que ele acontece!

O jogo começou morno no MetLife Stadium, até que o QB Mark Sanchez agitou um pouco as coisas por lá. Com um touchdown? Não, esqueceu que é o Sanchez? Com uma interceptação, o que seria o início de uma noite terrível para ele e para o resto do time do Jets. Em uma campanha consistente de mais de cinco minutos de posse, o melhor ataque da NFL converteu o turnover em pontos. Tom Brady achou o WR Wes Welker na endzone e abriu o placar na primeira jogada do segundo quarto.  

Aliás, o segundo período foi uma das maiores surras que um time aplicou em outro de todos os tempos. O Patriots destruiu os donos da casa marcando TRINTA E CINCO pontos, sendo 21 deles em menos de um minuto aproveitando três fumbles forçados. Teve um TD com um passe espetacular de Brady lendo a defesa adversária e outros dois touchdowns defensivos após Mark Sanchez e Joe McKnight soltarem a bola. Os visitantes ainda completaram mais um passe para TD na conexão Brady – Julian Elderman, primeira pontuação de New England que não surgiu de um turnover. New York ainda descontou com um field goal, fechando um dos piores quartos de sua história em 35 a 3 para o rival.

O Jets voltou com outra atitude do intervalo, mesmo sabendo que era muito difícil a virada, o time jogou com mais intensidade e diminuiu a diferença. New York marcou um safety após uma falta de bloqueio duplo ilegal do RB Stevan Ridley dentro da própria endzone, além de marcar seu primeiro touchdown da partida com uma corrida de 4 jardas do RB Bilal Powel.

Entretanto, o Patriots voltou a mostrar superioridade e anotou mais dois TDs terrestres, uma corrida de 1 jarda de Tom Brady e outro com Ridley dessa ver contribuindo positivamente com o ataque. Muito pressionado e ouvindo gritos de “Tebow” vindos da torcida inconformada, Sanchez ainda lançou seu único touchdown do jogo para o TD Justin Keller, dando números finais ao massacre.

 Confortável na liderança da AFC Leste com 8-3, o Patriots irá até Miami enfrentar o Dolphins, outro confronto de divisão fora de casa. Já a situação do Jets é bem mais complicada, com 4-7 o time está pelo menos a duas vitórias dos times que estão se classificando por wild card. A espera de um milagre, principalmente por ter Sanchez e Tebow como quarterbacks,New York recebe o Cardinals na próxima rodada ainda com um sonho distante de pós-temporada.

Jornalista de Jundiaí e apaixonado pela NFL, Matheus 
Filippi é colaborador do @NFLBrasil.

    Última Jarda

    Time Última Jarda - as principais notícias do mundo da NFL estão aqui!

    9 thoughts on “Patriots massacra os Jets no dia de ação de graças

    • 23 novembro, 2012 em 10:39
      Permalink

      Foi uma lavada, isso que os Patriots não fizeram um bom jogo, o Gronkowski faz muita falta.

      Os patriots sempre têm suas 10 primeiras jogadas ensaiadas e gravadas, e sempre dão certo, o time sempre consegue TD em suas primeiras posses de bola, porém ontem não deu certo, ja na primeira posse houve um sack, porém, Brady se livrou da bola e foi marcado o intentional ground,

      mas é isso aí, Patriots forte como sempre, Brady perfeito como sempre, rumo a pós!!!!!

      Resposta
    • 23 novembro, 2012 em 15:38
      Permalink

      Se alguém me contasse, eu não acreditaria. O que vi o Jets fazer ontem foi bizarro. Levar três touchdowns, originários de três fumbles, em menos de UM MINUTO é inacreditável.

      Resposta
    • 23 novembro, 2012 em 16:08
      Permalink

      Tô com dó dos Jets.
      Acharam que iam ser uma máquina com 2 QB conhecidos…
      Pena que são 2 conhecidos por serem toscos.

      Fumble sofrido com a bunda do companheiro de time? Meu Deus…

      Resposta
    • 23 novembro, 2012 em 16:18
      Permalink

      É verdade, o Tebow é mais conhecido pelo “Tebowing” do que pelo que joga e o Sanchez… bem, é o Sanchez! E realmente, esse fumble do Sanchez batendo na bunda do companheiro foi a síntese do que foi o Jets ontem. Bizarro demais.

      Resposta
    • 23 novembro, 2012 em 19:26
      Permalink

      já passou da hora do Tebow ser o titular. Ele não sabe lançar, mas não faz as vergonhas que o Sanchez faz ao Jets.

      Resposta
    • 23 novembro, 2012 em 20:07
      Permalink

      Na verdade foram 35 pontos no segundo quarto. A primeira pontuação do Patriots foi em jogada toda realizada no primeiro quarto, mas o ataque definitivo (passe do Brady pro Welker) foi na primeira jogada do segundo quarto, logo, 35pts no segundo quarto.
      Quando ao safety, o jets não forçou o Ridley dentro da própria endzone. O Ridley que fez um bloqueio duplo ilegal e, como estava dentro da própria endzone, foi marcado safety.
      O site, em geral, é muito bom. Parabéns pelo trabalho!

      Resposta
      • 23 novembro, 2012 em 20:52
        Permalink

        Verdade… Bloqueio ilegal e então safety. Senão seria passe incompleto do Brady, em seguida.

        Resposta
      • 23 novembro, 2012 em 21:31
        Permalink

        Texto devidamente corrigido, Matheus! Perdi a parte do jogo em que o safety ocorreu por falta de energia na minha casa. Muito obrigado pelos elogios!

        Resposta

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Odds Shark Ad Bottom