Com show de C.J. Spiller, Bills vencem os Dolphins e seguem vivos

Não foi uma partida de encher os olhos, mas teve emoção até o final. Jogando em casa, o Buffalo Bills não deu chance ao Miami Dolphins e venceu por 19 a 14, no Thursday Night Football que abriu a semana 11 da NFL.

Logo de início, o torcedor presente no Ralph Wilson Stadium já teve motivos para comemorar, o ataque do Bills nem tinha entrado em campo e já estava 7 a 0 para os donos da casa. O CB Leodis McKelvin retornou o primeiro punt do jogo para touchdown e abriu o placar. Buffalo ainda chutou um field goal aproveitando um fumble forçado no WR Brian Hartline, ampliando a vantagem.
Porém, no final do primeiro quarto foi a vez do time dos especialistas de Miami brilharem. O RB Marcus Thigpen fez um belo retorno de kickoff para TD e tirou o zero do placar, Thigpen entrou para a história do Dolphins como único jogador que retornou um kickoff e um punt para TD em uma única temporada. Foi a primeira vez desde 2007 que o Bills permitiu um retorno de kickoff para touchdown. Os primeiros dois TDs do jogo foram por retornos, quem disse que o special teams não faz a diferença?

O ataque do Miami não conseguia um first down sequer, incapaz de tirar vantagem da defesa de Buffalo, terceira pior em 2012. A defesa do Dolphins, por outro lado, aparecia em momentos cruciais, permitindo apenas field goals em boas campanha de ataque do Bills. Foram três FGs curtos no segundo quarto. O primeiro tempo terminou 19 a 7 para Buffalo, com destaque para o ataque de Miami com um desempenho de 50 jardas totais, uma das piores performances da história.

Os RBs do Dolphins simplesmente não conseguiam correr. Isso se repetiu na segunda etapa, Reggie Bush terminou o terceiro quarto com 7 corridas e zero, isso mesmo, zero jardas. O ataque terrestre de Buffalo era exatamente o oposto, mesmo enfrentando a sétima melhor defesa contra o jogo terrestre. O running back C.J. Spiller estava em um dia inspirado, mostrando porque é o melhor da NFL em jardas por tentativa de corrida, com 7,01. Se considerar os RBs que tiveram no mínimo 100 carregadas em uma temporada, essa é a segunda melhor margem da história.

O ataque de Miami resolveu acordar no último quarto, conseguiu mais jardas do que nas outras três partes da partida somadas. O touchdown em um passe de Ryan Tannehill para Davone Bess reduziu a diferença em uma posse de bola, dando esperança ao torcedor do Dolphins. Foi o primeiro TD nas últimas 28 campanhas de ataque do time. Tannehill ainda teve duas campanhas para tentar virar o jogo, mas lançou duas interceptações em 5 minutos, acabando com qualquer chance de vitória.  

Com a vitória, o Bills chegou a 5-6 e se mantém vivo na briga por playoffs. O time terá uma pedreira na próxima semana, viajará até Indianapolis enfrentar um Colts em plena recuperação. Miami, por outro lado, sofreu a quarta derrota seguida e dificilmente irá à pós-temporada. Na semana 12 o Dolphins receberá o Seattle Seahawks.

Jornalista de Jundiaí e apaixonado pela NFL, Matheus 
Filippi é colaborador do @NFLBrasil.

    Última Jarda

    Time Última Jarda - as principais notícias do mundo da NFL estão aqui!

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Odds Shark Ad Bottom