Análise da temporada – Outubro 2012

Passamos de outubro e da metade da temporada. Algumas “máscaras” começaram a cair e grandes surpresas deram o ar da graça. O que dá pra esperar de cada time na sequência da temporada, já que grande parte dos times jogaram a metade de seus jogos na temporada 2012. Confira na nossa análise.

NFC North

 
Mesmo com um jogo a menos do que os principais rivais, Chicago (7-1) vem liderando a divisão até com certa tranqüilidade. A defesa do Bears vem dando um show, 2º no geral e a melhor contra o jogo corrido, cedeu apenas 1 TD quando o adversário correu com a bola. Entretanto, o ataque não vem produzindo o que se esperava, muito por conta da fraca linha ofensiva. O QB Jay Cuttler já sofreu 25 sacks esse ano, uma média alarmante de 3,5 por partida.


Na cola do time de Chicago temos o Green Bay Packers, que chegou a sexta vitória no último final de semana. Os Packers vem de quatro vitórias seguidas e vê um Aaron Rodgers parecido com o jogador que ganhou o MVP ano passado, até agora lançou 25 TDs e apenas cinco INTs. Já no Vikings, a fase não está tão boa assim. O time vem de três derrotas nos últimos quatro jogos, sendo a última uma atuação fraquíssima em casa contra o Buccaneers.  Para continuar sonhando com playoffs, o Minnesota precisa melhorar a linha ofensiva, o quarterback Christian Ponder já sofreu 23 sacks na temporada.

Segurando a lanterna vem o Detroit Lions 4-4). A equipe é uma das maiores decepções de 2012 e não é nem sombra do time competitivo que foi aos playoffs ano passado. Inúmeras lesões na secundária e o fraco desempenho do WR Calvin Johnson devem ser considerados. Megatron ano passado recebeu 1681 jardas e fez 16 TDs, já esse ano apenas 767 e um mísero touchdown. E ainda dizem que a maldição do Madden não existe!

NFC South

Alguém duvida que o campeão dessa divisão já está definido? Único time invicto da NFL, o Atlanta Falcons segue a passos largos rumo aos playoffs. A equipe conta com o quarterback Matt Ryan em uma temporada espetacular(com um rating de 103) e a defesa roubando bolas, 17 no total. Será que esse ano o Falcons finalmente vencerá na pós-temporada? Logo em seguida temos o Buccaneers, que apesar da campanha 4-4 vem mostrando bastante evolução. O QB Josh Freeman vem cuidando bem da bola, lançou apenas 5 interceptações esse ano. O jogo terrestre também vem melhorando, principalmente pelas atuações do RB calouro Doug Martin, que destruiu nas duas últimas partidas e quase bateu o recorde de jardas terrestres em um jogo.

Em 3º na divisão com 3 vitórias e 5 derrotas, o New Orleans Saints é a maior zebra da liga. Após um início desastroso (0-4), o time venceu quatro dos últimos cinco jogos. O time tem a terceira pior defesa e o pior ataque terrestre da NFL, aí não há Drew Brees que dê jeito. Outra decepção em 2012, o Carolina Panthers vai de mal a pior, com duas vitórias e seis derrotas. O QB Cam Newton não está resolvendo com as pernas e muito menos com o braço, apenas seis touchdowns e oito interceptações. O temido ataque terrestre não vêm fazendo mal a ninguém, é apenas o 13º da liga.

NFC East
 
Apesar de um começo devagar, o New York Giants vem liderando sua divisão com 6-3 e deve estar presente mais uma vez nos playoffs esse ano. O atual campeão do Super Bowl tem o terceiro melhor ataque da NFL e é o segundo time que mais roubou bolas da liga, foram 17 interceptações e nove fumbles recuperados. Já o Philadelphia Eagles (3-5) vive situação oposta. Após um bom começo, o time não para de perder, já são quatro derrotas seguidas. Problema é o que não falta em Philly: demissão do coordenador defensivo Juan Castillo, indisciplina no vestiário e a indefinição do QB titular com as fracas atuações de Michael Vick. Se as coisas não voltarem aos eixos, deve ser a última temporada do técnico Andy Reid no comando das águias.

No Dallas Cowboys (3-5) a situação também não é das melhores. O time até possui o terceiro melhor ataque aéreo em jardas, mas esbarra nos péssimos números do QB Tony Romo, foram 13 interceptações até agora. Pensar em playoff é algo distante se levar em conta que a equipe é a segunda pior no balanço de turnovers: foram oito roubadas de bola e 19 turnovers cedidos, um saldo negativo de -11.
Outro time da divisão que deverá ver a pós-temporada pela televisão é o Washington Redskins. O time até mostrou bons momentos, mas é muito irregular, o que é normal quando o QB titular é calouro. O ataque terrestre é muito bom, o segundo melhor, porém o jogo aéreo é o segundo pior da liga. Caso Robert Griffin III não melhore nos lançamentos, o Redskins não irá a lugar algum esse ano.

NFC West

Quem diria que a NFC Oeste, desprezada nos últimos anos, seria a segunda com mais vitórias na NFL? No topo vemos um San Francisco 49ers muito bem encaminhado para os playoffs, com seis vitórias e duas derrotas. O ataque aéreo é longe de ser espetacular, porém quando se tem a melhor defesa e o melhor jogo corrido em jardas da liga, isso até fica em segundo plano. Situação oposta vive o Arizona Cardinals, que depois de vencer os quatro primeiros compromissos, perdeu os cinco últimos e vem ladeira abaixo. Por incrível que pareça, o time sentiu muito a ausência do QB Kevin Kolb, foram quatroderrotas desde que ele saiu. Seu substituto, John Skelton, vem fazendo partidas ridículas, muito por conta da fraquíssima linha ofensiva. Não conte com o Cardinals presente nos playoffs.


Com 5-4 na classificação, o Seattle Seahawks tem chance de estar na pós-temporada. Nos números é um time bem parecido com o 49ers, defesa consistente, 5º melhor da NFL, ataque terrestre produtivo com o RB Marshawn “The Beast” Lynch e um jogo aéreo bem fraco. A tabela do time é fácil comparada a outros times, o Seahawks pode beliscar uma das vagas de wild card.
Fechando a divisão com 3-5, o St. Louis Rams vem fazendo uma campanha mediana até aqui. O time chegou a estar 3-2, mas três derrotas seguidas levaram o Rams ao último lugar da NFL Oeste. Coincidentemente, a equipe começou a perder quando o WR Danny Amendola se machucou, principal alvo do QB Sam Bradford. Quem sabe o 4º pior ataque da liga melhore com o principal recebedor de volta nas próximas semanas.

AFC North
 

Assim como na última análise que fizemos – no início do mês de outubro – o Baltimore Ravens segue na liderança da AFC North, mas não como o grande favorito igual naqueles dias. O time perdeu muitas peças importantes para o restante da temporada, como o LB Ray Lewis e o CB Lardarius Webb, e sentiu o golpe. Sem desempenhar grandes atuações, a equipe vê o Pittsburgh Steelers chegar com tudo.


Pittsburgh sofreu com as lesões no início, mas vai recuperando seus jogadores aos poucos e remontando a poderosa defesa. Bem Roethlisberger está comandando o ataque de maneira eficiente, muito por causa da proteção que vem sofrendo de sua linha ofensiva. Com tempo para lançar e ótimos alvos, o time cresceu e chega forte para a segunda metade da temporada.

Sem incomodar como no ano passado, o Cincinnati Bengals ainda pode surpreender, mas não é nenhuma aposta para brigar pela vaga de wildcard como no ano passado. Andy Dalton e A.J. Green estão novamente em uma boa temporada, mas só os dois não adianta, já que a defesa parece enfraquecida. Já o Cleveland Browns foi o time que mais melhorou seu futebol no último mês, mas ainda assim seguirá brigando pela primeira escolha na próxima temporada.

AFC South
 

“Houston, we don’t have a problem”! Tudo segue como antes na AFC South, ou melhor, quase tudo. Com a defesa fazendo um belo trabalho e o ataque mantendo a mesma consistência, os Texans seguem de cara pro vento na liderança da AFC South. J.J. Watt desviando passes e conseguindo sacks, Matt Schaub com tranquilidade e o time caminha a passos firmes para os playoffs.


A única diferença é o Indianapolis Colts. Depois de alguns vacilos, o time vem de quatro vitórias em cinco jogos e começa a despontar como um dos grandes candidatos a vaga de wildcard. Andrew Luck aos poucos vai aprendendo o jogo e pegando o timing com todos os recebedores, mostrando todo seu talento.

Se os Texans mostram uma consistência impressionante, o Tennessee Titans é o oposto. O time conseguiu vitórias importantes contra Steelers e Bills, mas no duelo mais importante do mês, perdeu para os Colts e logo depois foi massacrado pelos Bears. Não dá pra confiar em um time assim para brigar por algo na temporada e dá pra confiar menos ainda nos Jaguars, que só venceu um jogo e vem de sete derrotas seguidas.

AFC East
 

A divisão mais equilibrada da NFL – surpreendentemente – tem o New England Patriots na liderança, mas isso não é muita surpresa. O time de New England está apenas a uma vitória dos Dolphins porque vacilou no inicio da temporada. Nas últimas cinco partidas venceu quatro jogos e mostra que deve crescer nessa reta final da temporada. Com o TE Aaron Hernandez voltando de lesão, Brady terá novamente seu corpo de tight ends inteiros para trabalhar melhor os passes.


Na cola dos Pats está o surpreendente Miami Dolphins. O time que ninguém dava nada no início da temporada vem arrancando elogios dos especialistas. O grande trabalho defensivo dá tranquilidade para o ataque, que é liderado pelo calouro Ryan Tannehill. Ele tem o auxilio de Reggie Bush, que vem conseguindo bons números e ajuda o time nesta campanha 4-4, colocando o time na briga pela vaga de wild card.

Buffalo Bills e New York Jets começaram a temporada prometendo dar trabalho, mas não mostram forças para seguir na luta. As duas franquias sofreram bastante com lesões, mais ainda os Jets, que perderam o CB Darrelle Revis e o WR Santonio Holmes, “só” os dois principais jogadores. Os Bills também tiveram problemas de lesão com seus RBs, mas os dois já estão recuperados, só não voltaram a jogar tanto quanto antes.

AFC West
 

A AFC West está como a AFC Sul de alguns anos. Com Manning no comando e os outros times correndo atrás. O Denver Broncos venceu seus últimos três jogos – um deles contra o San Diego Chargers – e está bem na liderança da divisão. Manning tranquilo, bons recebedores e uma defesa que aparece nos momentos decisivos… Este é o time que deve representar a divisão nos playoffs.


Ainda que apenas uma derrota atrás dos Broncos, o San Diego Chargers não parece mostrar forças para seguir na briga pelo título da AFC West, que provavelmente será a única maneira de um time da divisão brigar pelos playoffs. Em situação mais delicada ainda está o Oakland Raiders, que consegue produzir pontos, mas a defesa cede mais e o time acaba perdendo os jogos.

Na lanterninha da divisão, o Kansas City segue brigando a passos largos pela primeira escolha no Draft 2012. O time é o pior no saldo de turnovers, com 14 interceptações e 15 fumbles sofridos e não dá pra enxergar uma solução para Kansas ainda neste ano.

Jornalista de Jundiaí e apaixonado pela NFL, Matheus 
Filippi é colaborador do @NFLBrasil.
  
Belorizontino de nascimento, jornalista por opção 
e fã da NFL, Rafael Araújo é o criador do @NFLBrasil.


    Última Jarda

    Time Última Jarda - as principais notícias do mundo da NFL estão aqui!

    One thought on “Análise da temporada – Outubro 2012

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Odds Shark Ad Bottom